É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs ou sites sem os créditos devidos. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

MInha história e a criação do blog

Meu nome é Mell e quero que vc conheça um pouco da minha história de superação e de empreendedorismo. Tenho 53 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro aqui que precisei sozinha, aprender a me virar. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum famoso jogador de futebol, apesar do "ex" ter se dado bem na vida e me deixado sozinha com dois filhos pequenos. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução, tive que me virar sozinha e por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver tempos de vacas magras? Se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu achava que eram meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão profunda, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta situação parecida, também há. Dei ao blog o nome de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois precisava cuidar dos meus meninos e não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém para cuidar deles. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero, porque o dinheiro acabou com o meu casamento! Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas não sabendo usá-lo, traz infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo se tornou difícil, me virei como pude com meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. O que ganho pode ser pouco, mas é justo. Aprendi a administrar. Ganho meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim posso cuidar melhor dos meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pelas nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar a partir de nossa própria casa, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 

Como dizer não quando um cliente pede FIADO?


Hoje, num bate-papo na nossa comunidade do orkut, surgiu a idéia de falar sobre algo que todos nós que vendemos algum produto ou serviço já experimentamos: o fiado. Então, como tratar a todos bem e negar o fiado, no momento em que for pedido, sem afastar o cliente do comércio?

Bom, gente, eu já passei por esta situação, e como muitos de vocês, já levei "toco". Fiado é uma praga. A minha opinião é que devemos deixar isso bem claro dentro do nosso estabelecimento (que é a nossa casa). Quando o freguês chegar, ele já vai dar de cara com um cartazinho escrito: "Não Vendo Fiado!"
Você trabalha na garagem? Coloque lá seu cartazinho. Usa outro cômodo da casa? Deixe lá seu cartazinho também, sem atrapalhar a decoração. Vende produtos por catálogos? Geralmente tem a data de entrega, então, é preferível que você só entregue o produto ao receber o dinheiro. Só com pessoas mais íntimas mesmo que você pode abrir uma brechinha e dar alguns dias a mais.Mas ainda assim, continua perigoso, porque é justamente aquela pessoa que sempre paga direitinho, que um dia vai lhe passar a perna, e você não vai ter coragem de cobrar por pensar que ela só atrasou por algum motivo, mas ela nunca mais vai aparecer e vai para outra freguesia. Experiência própria...
Quando alguém lhe pedir fiado, explique a ele como funciona o seu negócio, quanto você investiu e como voce trabalha, Depois pergunte a ele : "No meu lugar, como você faria para conseguir vender assim sem ter problemas ou riscos financeiros ?" Espere a resposta e decida... O risco é se o cara for bom e te convencer a vender mesmo assim... Neste último recurso...peça um tempo para ele para que você pensar melhor... e... deixa ele esfriar....

Toda pessoa que vende fiado fica sem os clientes mais rápido que aquele que nao vende. Responda com um simples "nao vendo" e ponto final. Nao dê explicaçoes, pois estas pessoas que estao te pedindo crédito já estão devendo por todo lado, e se você abrir uma excessão para elas, logo vão te dar o cano e vão para outro comércio, e assim consecutivamente. O jeito mesmo é deixar à vista uma plaquinha ou cartaz escrito " Fiado só Amanhã ". Todo mundo acha graça e ninguém se atreve.

- Idéias para a plaquinha ou cartaz -

"Fiado só amanhã"
"Vendi fiado e acabei pelado"
"Vendi fiado uma vez. Perdi o amigo e também o freguês"
"O bom amigo não cospe no chão. NÃO PEDE FIADO e não diz palavrão"
"Promoção - Peça Fiado e Ganhe um "NÃO"

Esta é bem legal:

NOTA DE FALECIMENTO

Faleceu hoje neste estabelecimento comercial, vítima de derrame financeiro, Dona Conta. Deixa viúvo o Sr. Fiado e os filhos De Graça, Grátis, Pago Depois, Pinduraí e Anota prá mim. A família, inconsolável, pede que não mandem flores, mas dinheiro.

Tome coragem e chega de fiado. Desse jeito seu negócio não vai prá frente.

Reações:

14 comentários:

B@RB@R@S BIJOUX disse...

OIÊ, QUERIDA ESTIVE AQUI. DICAS PRECIOSAS AS SUAS. FIADO É UMA PRAGA MSM. BJUSSSSSSSSSS

Dora disse...

Passei essas dicas de fiado pra uma amiga que tem uma boutique no interior,acredita que as madames se viram pra ela e dizem:"ah,esse cartaz né pra mim,não,né?Nossa,esse tal de fiado é msm um estorvo na vida das pessoas,principalmente na vida de quem n tem coragem de dizer não....

Anônimo disse...

Quem inventou o fiado foi o diabo,eu coloquei a seguinte frase no meu comercio:"FIADO É COISA DO DIABO,AQUI NÃO É O INFERNO!" E-MAIL:cirilojunior@r7.com

Anônimo disse...

Nossa falou tudo. Comprei um comércio casa de frango, os fiados pularam de $300 para $2300 em um ano, agora cortei todos, e fiquei no prejuízo com alguns. Aqui vai um conselho para os que estão começando. Fiado não. É sério.Nossa falou tudo. Comprei um comércio casa de frango, os fiados pularam de $300 para $2300 em um ano, agora cortei todos, e fiquei no prejuízo com alguns. Aqui vai um conselho para os que estão começando. Fiado não. É sério.

Anônimo disse...

eu tenho um salao as suas dicas me ajudaram muito obrigada

Anônimo disse...

NOOOSSA!! MONTAMOS UMA FERRAGISTA EU E MEU MARIDO, PENSA NO TANTO DE FIADO Q PEDEM!? EU QUEM TOMO CONTA, TEMOS DOIS FUNCIONÁRIOS E MEU MARIDO TRABALHA EM UMA EMPRESA MULTENACIONAL.MAS NAO ESTOU SUPORTANDO MAIS OS PEDIDOS DE FIADO PRINCIPALMETE OS LERDOS DOS PARENTES HOHO INFERNO VIU.NAO VOU SER MAIS PACIENTE CHEGA,ACATEI A IDEIA E VOU COLOCAR AS PLAQUINHAS DO "FIADO NAO" DOA A QUEM DOER EU NUNCA FIZ ISSO COMNINGUEM.NOSSA ESTOU COM TANTA RAIVA DESSES INFELIZ QUE AFF!!!

Anônimo disse...

Fiado é msn uma praga vendi um som fiado para um amigo e até hj ndaaa :-//

Mell Santos disse...

Ai, como é difícil. E sabe o que eu já reparei: as menores quantias é que são esquecidas pelos fintadores. Aff...

Anônimo disse...

Realmente nós comerciantes ficamos sem jeito de dizer não, mais por experiência própria eu digo que, a maioria dos clientes que você diz não, continuam sendo seus clientes do mesmo jeito, se você der uma brecha, eles acostumam a pedir fiado, por isso tem que cortar enquanto é tempo

Mell Santos disse...

Sim, mas o que não pagaram, dão até volta para não passar na nossa porta, kkkkkkkkkkkkkk
Verdade, precisa cortar antes, principalmente se for parente ou se tem alguma amizade. Obrigada pelo comentrio, viu? Bjaum.

DRICKAS DOCES disse...

OLÁ!! AMIGOS TENHO UMA LOJINHA DE DOCES, EM UMA COMUNIDADE.POR O PESSOAL ACHAR QUE VIZINHO NOS TEMOS OBRIGAÇÕES DE SERVI=LOS.SE EU NÃO ABRISSE O OLHO JÁ TINHA FECHADO POR SER PEQUENO E NÃO TER MUITO CAPITAL.
E P ENGRAÇADO QUE AGORA AQUI ELES ACHARAM UMA NOVA MODALIDADE ELES PEDEM O PRODUTO A HORA QUE VOCÊ DA O PRODUTO ELES DIZEM QUE ESQUECERAM O DINHEIRO E JÁ TRAZEM, TO CORTANDO UM DOZE AQUI MAS NÃO SAI NADA MESMO.A NÃO SER PESSOAS QUE VC CONSIDERA OU OUTRO QUE VEM E TE DA UM PAPO DE NECESSIDADE, AI ABRO M
ÃO CASO CONTRARIO NEGATIVO.

vanessa araujo disse...

sou manicure, e eu sempre digo unha é luxo e não caridade agora estou pracurando um jeito legal de colocar uma plaquinha na parede pq é muita mulher que pede fiado e ai eu saio no prejuiso. Oloko, as mulheres não querem paar 15 reais a vista a coisa ta feia nesse pais!

Mell Santos disse...

Dricas Doces, também conheço essa laia de gente, infelizmente. Pegam o produto e aí "tem uma coisa, só posso pagar dia tal". É ruim, heim?
kkkkkkkkkkkkkk

Mell Santos disse...

Vanessa, o pior é quando deve a gente e ainda tem coragem de passar na nossa frente usando roupa nova. Aff...só Jesus na causa, né?
Obrigada pela visita. Bjos.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).

Deixe aqui o seu recado