É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)
Meu nome é Mell e quero que vc conheça um pouco da minha história de superação e de empreendedorismo. Tenho 53 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro aqui que precisei sozinha, aprender a me virar. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum famoso jogador de futebol, apesar do "ex" ter se dado bem na vida e me deixado sozinha com dois filhos pequenos. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução, tive que me virar sozinha e por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver tempos de vacas magras? Se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu achava que eram meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão profunda, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta situação parecida, também há. Dei ao blog o nome de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois precisava cuidar dos meus meninos e não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém para cuidar deles. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero, porque o dinheiro acabou com o meu casamento! Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas não sabendo usá-lo, traz infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo se tornou difícil, me virei como pude com meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. O que ganho pode ser pouco, mas é justo. Aprendi a administrar. Ganho meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim posso cuidar melhor dos meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pelas nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar a partir de nossa própria casa, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 

Vem, que tá chegando o Natal...

Bom dia, meus queridos! Tudo bem? Ai, gentem, domingo tem eleição de novo...e agora, o que será de mim, ou de nós? Dilma ou Serra? Oh, dúvida cruel! O que é que eu faço? Prá mim nenhum dos dois vai resolver nada...ai Jesus! Mas vamos lá né? Feriadão chegando também...e gente! Vocês já se deram conta que o Natal está às portas? Pois é, e a gente precisa dar um jeito de conseguir um dimdim bom com esta festividade, né? Quando viajei para Guarapari em outubro, frequentei várias feirinhas e uma das coisas mais bonitinhas e baratas que encontrei, inclusive comprei para presentear, foram pantufas. Coisa linda, confortável e baratinha. E o melhor, toda mulher e criança adora. E melhor ainda, um bom presente e quem ganhar vai realmente gostar. Raramente encontrei em outras barracas um preço diferente. A maioria era vendida assim: 3 por R$ 10,00. Isso quer dizer que paguei menos de R$ 3,50 por cada uma. O custo pode ter ficado (para quem fez) numa base de R$ 1,30, mais ou menos. Lembro-me de que apenas numa loja do centro da cidade é que vendia cada uma a R$ 6,00. Mas claro, a pessoa ali já pegou para revender, e ainda estava barato. Uau! Vamos ficar ricos, gentem!!! Vamos pegar aqueles retalhos e fazer pantufas para vender no Natal!!! Portanto, estou colocando aqui um passo a passo bem fácil, mas você pode encontrar muitos outros modelinhos por aí na busca do Google. Tá esperando o que, heim?

Esta pantufa nos dá uma série de possibilidades e é muito fácil de fazer. Aí está um bom presente ou uma peça de rápida produção para se ganhar um dinheirinho a mais.

Material:
• 30 cm de feltro, na cor de sua preferência;
• 30cm de feltro na cor preta;
• 30cm de manta acrílica ou manta de algodão;
• linha para bordar, nas cores: verde e na cor escolhida para a cor da pantufa .
• 04 botões em forma de flor;
• Agulha para bordar;
• tesoura de tecido, bem afiada.

Montagem:
• Corte a parte de cima da pantufa, 4 X no feltro colorido e 2 X na manta.

Monte assim:
Feltro / manta / feltro.
Alfinete e alinhave em toda a volta.
Borde com ponto caseado, utilizando a linha de bordar da cor da pantufa, a parte que fica no peito do pé.
Prenda dois botões em cada parte e borde com a linha verde, os caules com ponto correntinha e as folhas com ponto laçada.

Corte o piso da pantufa, 2 X no feltro colorido e 2 X na manta.
Corte a sola da pantufa, 2 X no feltro preto.

Monte assim:
Feltro colorido / manta / feltro preto.
Alfinete e alinhave em toda a volta.
Alinhave cada pé, desta maneira:
Prenda o meio da parte de cima, com o meio da sola/piso. Alinhave de ponta a ponta.
Agora, com a linha da cor da pantufa, borde, prendendo (costurando) com ponto caseado, toda a volta da pantufa.

Dicas:
Você pode utilizar para a sola: qualquer cor de feltro, mais escura que a da pantufa, de sua preferência; um E.V.A (emborrachado) fininho e proceder como fez com o feltro.

Você pode fazer toda a pantufa em soft no lugar do feltro e utilizar para a sola uma palmilha. Proceda da mesma forma, só que, quando alinhavar, vire as bordas do soft para dentro.

No verão, utilize também o molde em tecido de algodão.

O molde abaixo é apenas referência. Mas click na imagem para aparecer maior.



Espero que tenham gostado da dica.

Beijo procês, gentem!

Nenhum comentário:

LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

Postagens populares

.