Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

Ganhe dinheiro com Ecobags

Olá, meus amigos de caminhada. Cá estamos nós de novo à procura de uma dica bem legal prá ganhar dinheiro, né? Então, deixa eu contar procês uma coisinha: minha irmã tá ganhando um dinheirinho bom, viu? Sabe com o que? Tá fazendo sacolas ecológicas para vender, cada uma mais linda do que a outra. Tô muito feliz por ela porque está dando super certo. E olha que são modelos simplezinhos mas com estampas bem bonitas e de vários tamanhos também. Os preços dela variam de R$ 5,00 a R$ 20,00. Pensem bem, essa pode ser a saída de emergência para muita gente! Quem não aproveitar logo a oportunidade vai deixá-la para os grandes fabricantes. Portanto, você que taí resmungando, dizendo que não consegue um emprego e tem uma máquina de costura encostada em casa, que tal começar a fazer agora as suas ecobags? Em algumas cidades do Brasil já é lei, é proibido usar sacolas de plástico e por isso as sacolas ecológicas estão invadindo as ruas. Se você não tem capital suficiente para fazê-las, que tal pensar num material barato como o TNT? Fico pensando como será daqui prá frente, porque...haja sacola, heim? Cada pessoa deverá ter váááááárias, ou então um monte de caixas de papelão para levar as compras prá casa hehehe. Acho que vai ser mais fácil adquirir algumas sacolas, então, né? Pois é, gente, vamos na onda da minha irmã, que foi na onda de outras mulheres empreendedoras? Não vai ser difícil vender, porque vai ser praticamente obrigatório as pessoas terem essas sacolas, né? Quem serão seus potenciais compradores? Estão aí, do seu lado, seus parentes, amigos e vizinhos. Não perca esta chance, a dica de hoje é prá ser usada já, já. Vou deixar aqui uns modelinhos da minha irmã que são bem fáceis de fazer. Espero que você aproveite a dica e ganhe um bom dinheirinho com ela. Bjokinha procês.

Ideias para vender na faculdade

Oi, meus amô! Óia eu aki traveiz! Já chorei tudo que tinha que chorar, não resolvi meus problemas, aliás, eles pioraram. Mas, eu decidi que de agora em diante a única coisa que vai esquentar a minha cabeça é o secador, viu? Então, eis-me aqui trazendo mais uma ideia (opa! já ia colocar acento na danada de novo, mas hoje eu fui mais esperta). Lá na comunidade do orkut já tratamos deste assunto, mas esta semana me pediram de novo, aí resolvi trazer aqui pro blog prá ajudar mais gente, né? Pois é...lá no orkut tem mais assuntos do que aqui no blog, viu? Lá é melhor pq a gente interage e o povo colabora também. Bom, então, a dica de hoje é de coisas para vender na faculdade. A gente diz "faculdade" porque eu acho que neste tipo de instituição é permitido vender alguma coisa (não sei se em todas) pq nem toda escola permite que os alunos vendam produtos do lado de dentro dos portões. E na faculdade, eles já entram pensando na formatura, alguns precisam mesmo pagar ou "inteirar" a mensalidade, então, de alguma forma precisam de algo que gere uma renda para eles. E o que eu vou sugerir hoje é vender sanduiches naturais, e prá falar a verdade, quem é que não gosta de um sanduba natural bem feitinho, heim? Hummmmm....deu até água na boca. Só que para fazer estes sanduiches para vender, vocês vão precisar observar algumas coisinhas. Vamos a elas?

- Embalar em embalagem plástica transparente, aquele filme plástico que vc compra em supermercados. Não se esqueça de colar uma etiqueta personalizada.

- Use também uma caixinha de isopor para manter os sanduíches fresquinhos. O ideal é manter o lanche sem contato com o ar, para não estragar.

- Importantíssimo: Tomate solta muita água e azeda com muuuita facilidade.

- O sanduiche tem que ficar úmido, não molhado.

- Evite ingredientes polêmicos como milho, passas, pimentão e azeitonas. Tem muita gente que não gosta. Os que tiverem, faça a opção de fazer dois diferentes: "com" ou "sem" um deles. Exemplo: frango com passas e frango sem passas.

- Não se engane, nem engane ninguém. Em geral...sanduíche natural é feito de: atum, frango ou ricota.

- Atum combina com: alface, cebolinha, azeitona (mais ainda com a preta) e cenoura. Coloque um pouco de maionese, limão e cebolinha verde.

- A ricota se não temperar fica sem graça. Combina com cenoura, cheiro verde, alface.

- O de frango, tempere com curry. Peito de frango cozido com pele e depois desfiado e refogado. Cebola (bem pouco), cebolinha, cenoura e milho para render, maionese e alface.

- Você pode substituir maionese por creme de leite, requeijão ou iogurte natural.

Pronto. Entendido? Tudo certinho? Então, taí a minha dica de hoje, viu?




Ah, tá faltando uma coisa, né? O modo de fazer!...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Mas, vcs sabem que aqui não é lugar de receita nem de Passo a Passo de nada, né? Então, faz favor prá mim? Entra neste link aqui http://papsminhacasaminhaempresa.blogspot.com.br/2011/03/sanduiches-naturais.html e clica nele, viu? Vai estar tudo lá esperando quem quiser aproveitar a dica do dia. Eu, que num sô boba nem nada, fiz isso como pretexto procês me fazerem uma visitinha no meu outro blog, hehehe!
Então tá, vai lá.
Bjim, bjim, tchau, tchau. Fui!

Tristeza não tem fim...felicidade sim!

Amigos, tô passando hoje só prá me desculpar mesmo. Não gosto de ficar pedindo desculpas por não aparecer, mas eu também tenho meus momentos difíceis, né? Não tenho vergonha de deixar registrado aqui que hoje sou só lágrimas. Não consigo parar de chorar. Choro por fora e por dentro. Uma tristeza incontrolável. Já falei aqui muitas vezes para vocês que minha vida não é fácil, mas hoje tá mesmo difícil. Já até pedi a Deus que não deixe que eu me revolte com o que eu e meus filhos estamos vivendo. Não creio que Deus tenha me abandonado, e é mesmo a fé nEle e o amor aos meus filhos que ainda me faz sentir um pouco de vontade de prosseguir. Já questionei a Ele hoje porque existem pessoas de coração tão duro neste mundo...que são desprovidas de sentimentos, que tem prazer em humilhar. Como mãe, não posso passar por isso sem chorar. O pior é que não posso agir para não prejudicar meus filhos. Meu único consolo é saber que um dia virá o troco a quem nos tem feito tanto mal. Então, amigos leitores, até tenho assunto, mas não tenho inspiração para postá-los aqui, pq meu coração está cheio de tristeza mesmo. Tem horas que a gente começa a achar que não tem saída de emergência, né? Pois é...tô assim hoje, não vejo saída nenhuma. Tenho apenas que viver esperando o que será o amanhã...e aprender mais. E pode ser que esse amanhã demore a chegar. Tenho certeza que tudo isso que tenho passado na vida servirá de aprendizado, mas que dói, ah...isso dói muito. Nós não podemos desistir sempre que aparece uma montanha na frente, né mesmo? Então, vamos seguindo em frente, caminhando, tropeçando e levantando. Uma hora a coisa flui...
Amo todos vocês, e creiam, vocês são muito importantes para mim. Um bjo da Mel.

10 dicas de como trabalhar com consignação em seu brechó


Hoje vou postar a continuação das dicas para quem quer trabalhar com brechó, e agora em relação à consignação de peças. Mais uma vez agradeço à minha querida amiga Cris, do "Brechó da Cris" que me autorizou a postar as suas dicas para a galera daqui. Não esqueçam de visitar o blog dela, heim? (http://brechodacris.blogspot.com)

Então, vamos lá. O que você deve fazer quando resolver aceitar roupas consignadas:

1. Divulgar aos seus clientes que você trabalha com consignação.
2. Sempre informar ao cliente que desejar deixar peças em consignação, que as peças precisam estar lavadas e passadas.
3. Não fique sem graça de negar peças que não se encaixem no seu perfil de brechó ou que não estejam em bom estado. Seja educado, mas não aceite.
4. Coloque o preço da peça de comum acordo com o cliente, mas se ele viajar no preço, mostre que se trata de uma peça usada que por ter saído da loja automaticamente já perde o seu valor. Já tendo sido usada, então cai mais ainda. Procure colocar um preço justo, tanto para ele quanto para você, até porque o seu brechó não pode ficar com fama de que tudo é caro por causa de uma consignação, e se mesmo explicando os motivos o cliente não concordar, e você não estiver de acordo com o preço imposto por ele, não aceite a peça.
5. Faça um contrato de consignação breve porém detalhando o valor atribuído à venda (sugiro 50% brechó e 50% cliente). Faça uma lista de todos os produtos e preços em um anexo, tudo em 2 vias.
6. Determine um prazo para os produtos ficarem consignados (indico no máximo 3 meses). Caso o cliente não retorne no prazo indicado para renovar o contrato ou pegar as peças, você pode doar, vender, enfim dar o destino que achar correto às peças, mas especifique isso no contrato.
7. Determine datas para o pagamento da consignação (sugiro 2 vezes ao mês, dias 15 e 30) pois não existe coisa mais chata no mundo que um cliente todo dia ficar perguntando: " Vendeu alguma coisa?", ou "tem dinheiro para mim hoje?". Isso atrapalha o andamento do seu brechó e acaba enrolando o seu caixa.
8. Faça uma planilha no seu computador ou mantenha os clientes separados em fichas. Seja organizado, pois consignação parece que não, mas dá trabalho.
9. Identifique as peças com etiquetas resistentes contendo o nome da cliente que trouxe a peça ou um código referente a mesma (nome dá menos trabalho).
10. O mais importante de tudo: Sempre anote todas as peças que vender e nunca esqueça do nome que aparece na etiqueta, para que possa fazer a contagem quinzenal, dar baixa e fazer o pagamento.

10 Dicas para Quem quer abrir um Brechó

Olá meus companheiros de caminhada. Recebi um e-mail de uma leitora, me pedindo dicas de como escolher roupas para montar um brechó e como colocar preço nelas, e então resolvi trazer algumas dicas na postagem de hoje para ajudar, não só a ela, mas também a toda a turma que pensa na possibilidade de entrar nesse ramo. Só estou podendo fazer isso devido à gentileza da minha amiga Cris, do "Brechó da Cris" (http://brechodacris.blogspot.com) que me permitiu passar para vocês algumas dicas muito importantes que ela lançou no blog dela, viu? Brigadão, Cris, a galera daqui agradece. Vamos a elas?

10 DICAS IMPORTANTES PARA QUEM QUER ABRIR UM BRECHÓ

* Coloque as roupas A venda sempre limpas e cheirosas, roupas com cheiro de guardado e sujas não despertam a atenção do cliente, ele não vai aguentar ficar dentro do seu brechó muito tempo.
* Procure sempre separar as roupas, sapatos e acessórios por seção, assim o cliente consegue escolher com facilidade o que tem interesse, pois tudo misturado fica difícil de procurar e o cliente desiste.
* Sempre procure fazer boas compras, nem sempre o que sai muito barato é bom pois os clientes de brechó estão cada vez mais exigentes, não querem roupas com pequenos defeitos e manchas, sempre querem tudo perfeito. Só vale pequenos defeitos, caso for brechó popular , tipo bazar.
* Faça um quadro de cortes de jornais e revistas falando de celebridades que compram em brechó , enfim informações para mostrar que comprar em brechó está super na moda, independente da classe social da cliente.
* O horário de abertura e fechamento da loja também é muito importante, se você abrir e fechar cada dia em um horário perde a credibilidade com o cliente.
* No começo procure trabalhar com consignação, pois o investimento é zero e você consegue dar mais opções aos seus clientes.
* Coloque pelo menos um funcionário em seu brechó pois com certeza você vai precisar de ajuda para que possa atender os clientes bem, pois além de você ficar envolvido com as avaliações de consignação, você vai tomar conta do caixa, sair para comprar produtos para loja enfim você não pode ficar preso o dia todo no brechó.
* Muito importante!!! Caso seu brechó não seja informatizado, anote tudo que você vender, para que você possa ter um controle sobre os produtos que mais vende, saber exatamente os dias da semana que mais vende, o lucro real do seu brechó enfim isso é a coisa mais importante para seu brechó dar certo.
* Tenha muita paciência pois você vai dobrar muita roupa, limpar muito sapato , pois o brechó é diferente de uma loja de roupas novas. Cada peça é única e não tem jeito, o dia começa com as roupas todas arrumadas, mas no final do dia está tudo uma bagunça. Isso é normal, com o tempo você se acostuma, por isso é importante acima colocar tudo em seções.
* Nem sempre o seu gosto é o que prevalece. Na hora da compra procure ser um pouco imparcial e compre um pouco de tudo, pois, por incrível que pareça a roupa que você acha mais feia é a primeira que vende. Cada cliente tem um gosto em especial, o que é horrível para um, com certeza é lindo para outro.

Amanhã vou postar mais 10 dicas de como trabalhar com consignação em seu brechó. Não deixe de passar por aqui, ok? Bjoka procês.

Compre, venda e troque pelo Orkut

Gente, a postagem de hoje foi assim, digamos, "copiada", viu? Estou sem assunto, e com pressa, mas preciso postar alguma coisinha aqui no blog, né? Estou trazendo uma matéria do site "mdeMulher" (http://mdemulher.abril.com.br) e que é um assunto que me agrada, pois tenho um brechó e tenho muita vontade de fazer um online também, inclusive já até tirei algumas fotos e só preciso decidir algumas coisinhas prá entrar em ação. Estão aqui algumas dicas para vocês que tem roupas, calçados e acessórios em casa e que não usam mais e estão precisando de uma grana urgente. Muito boa a dica. Espero que gostem.

Compre, venda e troque pelo Orkut
Veja como usar a internet para renovar o guarda-roupa, economizar uma grana e fazer bons negócios!

Os bazares devem seguir as mesmas orientações para as vendas e para as trocas. Confira as dicas das leitoras:

8 Dicas para criar um bazar on-line de sucesso


1. Crie um perfil transparente no Orkut, com seu nome e algumas fotos, para provar que se trata de uma pessoa real. Não se exponha com fotos íntimas.

2. Comece comprando ou trocando. Quem faz negócios com você deixa depoimentos recomendando o seu bazar. Com recomendações, você pode vender.

3. Fotografe suas roupas com qualidade, usando um fundo neutro. Nas legendas, informe o tempo de uso da peça e os eventuais defeitos.

4. Se o seu objetivo é vender, coloque mensagens no seu Orkut avisando que há novas roupas à venda. Isso aparecerá na página de atualização de todos os seus amigos. Faça promoções para negociar as peças paradas, colocando um aviso no seu perfil.

5. Se o seu objetivo é trocar, navegue pelos bazares do Orkut procurando peças que você gostaria de ter. Quando encontrar, contate a dona do perfil e proponha uma troca. Peça para ela acessar o seu álbum e escolher uma de suas roupas.

6. Quando fechar o negócio, combine a forma de entrega. Ela pode ser feita pelo correio, com o comprovante de rastreamento, ou "ao vivo".

7. Peça recomendações para aumentar o potencial do seu negócio. Basta que as pessoas que compraram com você deixem depoimentos de satisfação em seu perfil.

8. Capriche na entrega. Faça embrulhos bonitos e envie brindes. Podem ser coisas simples, como acessórios de cabelo ou sabonetinhos.

Cuidados ao trocar
Na troca, o mais importante é garantir que as duas partes estejam de acordo em relação aos artigos negociados. Em alguns casos, é necessário dar duas ou mais peças para pegar uma. Isso deve ser negociado.

A questão da entrega é delicada, pois não há a garantia do depósito bancário. Se as peças forem trocadas "ao vivo", marque o encontro em um lugar público e movimentado. Se forem enviadas pelo correio, certifique-se de que o bazar é confiável. Confira os depoimentos de satisfação no perfil do Orkut.

Cuidados ao vender
Para evitar calotes, as vendas merecem atenção especial. Quando alguém se interessar por uma de suas peças, faça a reserva e determine o prazo para o pagamento, que geralmente é feito por depósito bancário.

Se o depósito não for feito, cancele a reserva. Se for confirmado, envie a peça pelo correio e informe o número de rastreamento de entrega. O valor do frete costuma ficar por conta de quem compra. Quando o produto é entregue, as duas partes trocam depoimentos no Orkut, finalizando o negócio.

(Este é o link da matéria) http://mdemulher.abril.com.br/dinheiro/reportagem/seu-dinheiro/compre-venda-troque-pelo-orkut-608417.shtml
LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.