Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

Quero me Formalizar...será que eu consigo? CAPÍTULO 1

Quero ser uma Microempreendedora Individual (MEI) mas vou mostrar aqui que não é tão fácil assim. Acompanhem em capítulos a minha saga.

Oi, meu povo! O post hoje vai ser enooooorme, mas é por uma boa causa. Começo hoje a contar a minha saga para me tornar uma Microempreendedora Individual e começo com a luta atrás de um Alvará de Funcionamento. Como todos sabem eu tenho um brechó que funciona num cômodo de comércio na minha humilde residência mesmo. A minha luta é igual a de muitos trabalhadores por conta própria desse Brasil afora. Quero me inscrever no MEI Microempreendedor Individual e o Portal do Empreendedor me dá todas as garantias de que NÃO VAI HAVER NENHUMA BUROCRACIA, que eu posso fazer tudo pela internet, inclusive conseguir o Alvará Provisório e que, o melhor ainda, NÃO PRECISO PAGAR NENHUMA TAXA a não ser o boleto mensal para que eu possa ter as garantias de um Microempreendedor Individual.

Diz o Portal do Empreendedor - O processo de formalização não custa nada. Para a formalização e para a primeira declaração anual existe uma rede de empresas de contabilidade que são optantes do SIMPLES NACIONAL que irão realizar essas tarefas sem cobrar nada no primeiro ano.
Você pagará imposto "zero" para o Governo Federal. E apenas valores simbólicos para o Município (R$ 5,00 de ISS) e para o Estado (R$ 1,00 de ICMS). Já o INSS será reduzido a 5% do salário mínimo (R$ 31,10). Com isso, o Empreendedor Individual terá direito aos benefícios previdenciários.


A minha saga começou em outubro de 2010, quando intentei abrir uma lojinha fora da minha casa. A gente sempre espera que apareça um fiscal, mas não do jeito que me apareceu um...Estava lá eu, (era o primeiro dia) com as portas abertas, sem funcionar, apenas colocando as instalações e as roupas nas araras e nas estantes quando adentra pela loja um moço me pedindo o Alvará de Funcionamento. Bem, confesso que não me assustei, porque a gente espera mesmo, né? Mas, (me desculpa a palavra gente) QUE MERDA! Pô! No primeiro dia? Ah, isso foi mandado, claro! Alguma invejosa ou invejoso que estava de plantão e me denunciou, é óbvio!. Eu disse para o moço: "Que bom, eu até queria que aparecesse alguém aqui prá me orientar, pois eu estou aderindo ao MEI e não preciso pagar Alvará, não é mesmo?". No que ele me respondeu (e olha que ele era o fiscal chefe, heim?): Não, a senhora tem que pagar, sim. Vou deixar uma notificação aqui para que a senhora se apresente na Prefeitura Municipal". Começou aí a minha via dolorosa... Aquele era o primeiro dia naquele local, eu ali só instalando, nem funcionando estava e acabou que como estava com minha irmã, não deu certo e depois de oito dias peguei tudo e fui embora dali voltando para casa novamente. Abri na informalidade mesmo, aqui em casa e vendi bem...aliás, eu nem deveria ter saído daqui, né mess, mas o ponto me atraiu, hehehehe. Só que logo em abril eu consegui um emprego fora e começamos a reforma aqui em casa e tive que desmontar o brechó e guardar tudinho. Não é que meses depois de eu sair daquele primeiro local, eu recebo uma intimação da justiça em nome da Prefeitura Municipal me cobrando uma multa exorbitante de R$ 682,00 por estar trabalhando sem alvará? Graças a Deus eles me deram a alternativa de me defender, e então fiz minha defesa e consegui me livrar da multa, mas foi um susto! Eu já nem lembrava daquilo, amigos! E a resposta também demorou demais a chegar. o fato é que eu não ia pagar multa nenhuma, porque não tinha dinheiro. Então...agora estou tentando este alvará para trabalhar dignamente, né? Mas a primeira vez não deu certo. A burocracia me barrou e me fez desistir. Na Prefeitura Municipal de Santa Luzia, o negócio não funciona assim e você é tratada ao inverso do que o Portal do Empreendedor diz que deve ser. Fiz a consulta prévia e eles disseram que meu endereço NON ECSISTE! "Como assim, não existe? Se eu moro lá há quarenta anos e o IPTU chega todo ano?" Fui lá, e provei que existe sim. A Prefeitura tem o meu bairro registrado com o nome de séculos atrás, e eu provei que não é VILA OTONI é CAMELOS, oras! Depois que consegui, me mandaram prá Vigilância Sanitária, e lá vou eu. Eu tava com tanta raiva que a mulher perguntou se eu ia vender alguma coisa lá como balas, e outras baboseiras e eu respondi: "Não, minha filha, eu vou vender é roupa usada!". Aí, ela carimbou lá e só depois me dei conta da burrada que fiz, pq eu vou vender minhas balas, lógico que vou! Daí vou pro ISS e a mulher me dá quatro listas para eu preencher e me manda para o Corpo de Bombeiros, meu Deus do céu! E isso não é burocracia? Eu tenho que ir no Corpo de Bombeiros que não é na minha cidade? Ainda argumentei com ela que eu não precisava pagar o Alvará e ela disse irônicamente: "Claro que a senhora precisa pagar o Alvará", e aí, encerrei o caso dizendo que não ia fazer nada daquilo e que é por isso que as pessoas trabalham na informalidade aqui no Brasil. Desisti, desisti, desisti...que raiva! Agora, não estou trabalhando fora mais e preciso abrir meu brechó de novo. Tenho tudo para trabalhar, arrumei a loja, comprei manequins, coloquei vitrine, mas eu não abro de jeito nenhum sem o Alvará porque não quero correr o risco da multa de novo, gente! Juro que tô com medo, mas hoje começa de novo a minha saga atrás do Alvará. Aliás, começou no dia 01 de março quando fui na Prefeitura e pedi uma consulta prévia do local. Teria que voltar lá no dia 10, mas só hoje eu pude. Tô indo lá agora pegar o resultado. Vamos ver quantos dias vai durar essa lenga-lenga...Hoje à noite conto procês o segundo capítulo, ok?

AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

Um comentário:

  1. OI,Mell?!Primeiramente quero dizer que acompanho sempre seu blog,que por sinal é MARAVILHOSO!!!Voce é um exemplo de perseverança,dedicação e de sabedoria.Estou na luta sobre emprego também,mas estou orando à Deus e me preparando sabe Deus para o próximo ano.Independente de se formalizar ou não,quero dizer que você é um exemplo para mim...Que Deus possa lhe abençoar sempre,te dando muitas bençãos e vitórias.Torço muito por você...bjs Juliana de Lucas.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, saiba que:

- Antes de serem publicados, os comentários necessitam de aprovação. Ou seja, seu comentário não aparecerá na hora em que você o postou (geralmente, são aprovados em menos de 24h);
- Conteúdo ofensivo, propagandas, e propostas de parceria não serão aceitos nos comentários. No caso de interesse em parceria, entre em contato pelo meu e-mail melitaluzia@hotmail.com

LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.