Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

A esperança ilumina. O desespero cega.

Bom Dia, meus amores. Hoje é segunda-feira, dia difícil prá muita gente...mas é dia difícil prá quem deixa a preguiça dominar, né? E se nós estamos em busca de uma "Saída de Emergência" não podemos nem pensar em preguiça. Hoje eu não vou trazer uma dica, mas vou fazer um desabafozinho, ok? Já falei trocentas vezes que recebo recados e e-mails (muitos) todos os dias. Amo recebê-los e sempre respondo a todos, sem excessão. Uma coisa engraçada, prá não dizer trágica...na maioria das vezes ninguém volta para me agradecer, e nem por isso fico chateada. Tiro um tempo do dia só para responder aos meus leitores, agora mesmo eu deveria estar limpando a casa, mas estou aqui postando. Só que tem acontecido algumas coisas que me colocam em situação difícil, gente. Olha, eu não consigo resolver o problema de ninguém. No meu perfil do blog, explico um pouco da minha vida e da minha luta. Quem acompanha meu blog, fica sabendo praticamente tudo da minha vida (sem os pormenores, claro) e até o que está acontecendo ultimamente. Vocês não me conhecem pessoalmente, não sabem onde eu moro, se vivo bem e se vivo confortavelmente. Sabem quando choro, porque eu conto, rsrsrsrs. Mas em momento algum me viram desesperada. Quando fico dias sem postar, aí sim, se preocupem, pq a "coisa tá pegando". A minha luta é tão grande que já emagreci alguns quilos (pelo menos o sofrimento me vale prá alguma coisa né?), há dias não almoço nem janto porque não tenho vontade de comer. As roupas estão largas, praticamente caindo. Uma coisa vcs perceberam: eu não desanimei e nem vou desanimar. Perdi a vergonha, no bom sentido. Através das lutas aprendi a ser mais ousada. Se preciso pedir, peço. Hoje, não sei porque, ao abrir o armário para pegar o pó de café pensei: "agora, se algum dia eu chegar a passar necessidade, não vou passar sozinha. Já aprendi a pedir". Mas nós podemos pedir, sim, se não houver mais condições de conseguir por nosso próprio esforço. Nunca deixe o desespero bater à porta do seu coração. Não me digam "estou desesperado". Eu recebo muitos e-mail assim, gente! Não podemos contar sempre com as outras pessoas, porque cada um tem os seus problemas. Muitas vezes, nosso vizinho está em situação pior do que a nossa e não sabemos. O que eu quero dizer com isso é que não pensem que eu vou ter condições de resolver os seus problemas, que vou ter a dica certa para você. Quando me propus a isso, deixei claro que "uma destas dicas poderá servir para alguém", não todas as dicas. Cada um precisa analisar as dicas que posto. Você vai trabalhar com aquilo que melhor lhe convier. Tudo depende do capital que você tem, da sua habilidade, da sua força de vontade. Eu dou a dica, mas é você que vai analisar. Eu não podia sair de casa e comecei a cuidar de crianças, comecei a fazer geladinho, comecei a vender roupa usada, coisas que muitos tem vergonha de fazer, mas eu fiz, entre outras coisas. Não é a renda total da minha casa, mas sempre entra o fruto do meu trabalho e isso está me valendo há mais de onze anos. Outra coisa, a maioria dos leitores apenas querem ser ajudados. As poucas vezes que eu pedi uma ajuda aqui no blog, sabe quantas vezes obtive retorno? NENHUMA. Ninguém se dispôs a me ajudar. NINGUÉM. E nem por isso eu desisti do blog, nem de vocês, porque o que me move é o altruísmo, o amor ao próximo. Sempre brinquei dizendo que sou quase uma Madre Teresa de Calcutá, rsrsrsrs Então é isso, amigos. Este desabafo não foi direcionado a nenhum leitor especificamente, mas a todos os que me disseram estar DESESPERADOS. Não fiquem assim e NEM PENSEM que EU TENHO A SOLUÇÃO, ok? O blog está aí, com 302 postagens e pelo menos umas 200 dicas de como trabalhar em casa. Isso aqui dá um livro e só me falta saber como faço isso. Não tenho condições, principalmente agora, de entregar tudo mastigadinho para vocês. Não leiam só a postagem que vocês encontraram. Entrem nas categorias e vão encontrar tudo e muito mais que precisam. Não me crucifiquem por causa deste post, ok? Entendam o meu momento, porque eu também tenho que ir à luta. Eu também preciso de ajuda. Um bjo e um abraço bem forte para cada um. Tenham uma semana abençoada.
AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

7 comentários:

  1. Não fica triste não Mell, eu sou blogueira tbm e sei o que sofro. Imploro por um comentário ao pessoal que td dia lê meus posts e nada. Desde a semana passada qd descobri seu blog visito quase todos os dias e eu é que agradeço pela força que vc dá para tds nós. Eu sei o quanto é difícil se manter motivada e principalmente com assuntos novos e interessantes, mas para quê, as vezes dá até vontade de desistir. Se a gente postasse fofoca de novela ou da vida das celebridades e falasse mal da roupa de fulano ou cicrano num segundo aparecia alguém nem que fosse para xingar. Cabeça levantada e olhos adiante que em breve a vitória será nossa em nome de Jesus. Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Ah Mell, outra coisinha, eu queria te dar uma dica, pois é, sou eu que vou dar a dica agora, rsrsrs, tô aproveitando que meu Pis saiu e vou fazer um evento em casa para vender meus produtos, tipo aquelas antigas reuniões da Tuperware, pois é. Vou preparar um chocolate quente, uns biscoitos que saem baratinhos e botar um sonzinho, chamar a mulherada e expor meus sabonetes. Se der rola umas vendas, não é garantido mas pelo menos o pessoal conhece, pois estou num bairro totalmente novo. É só isso um cherão. Ah visita e meus blogs: www.cadaglicerina.blogspot.com
    www.emporiomorenaflor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Ô amiga, lindas palavras, obrigada por tudo e pelas visitas. Já ia falar prá deixar o nome dos blogs, mas vc postou logo em seguida.
    Só consertando um errinho seu, o link do primeiro blog é www.casadaglicerina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela garra,determinação e muita força de vontade.
    Que Deus continue lhe encorajando.Sou sua fã...bjs
    Elizangela
    elizangelaantunes@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pela força e pela visitinha, querida Elizângela. Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Thanks for all of your work on this web page. I am looking forward to reading more of your posts in the future.

    ResponderExcluir
  7. Oh, my God! I don't know speak english! And now?

    Thanks for being such a dear”.

    (Gente do céu, será que respondi direito? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk)

    ResponderExcluir

Antes de comentar, saiba que:

- Antes de serem publicados, os comentários necessitam de aprovação. Ou seja, seu comentário não aparecerá na hora em que você o postou (geralmente, são aprovados em menos de 24h);
- Conteúdo ofensivo, propagandas, e propostas de parceria não serão aceitos nos comentários. No caso de interesse em parceria, entre em contato pelo meu e-mail melitaluzia@hotmail.com

LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.