Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

Minha opinião sobre o FRUTANI Emulsificante à base de frutas

Oi, meu povo. Saudade docês! Fui passear e nem avisei, né? mas cá estou novamente. Dias atrás recebi um comentário no post "Sorvete, a maneira mais gostosa de ganhar dinheiro" que dizia assim:

"Eu também vendo sorvete em potinhos, usava esta receita, mas agora com os emulsificantes sem gordura, à base de frutas, continuo a usar esta mesma receita substituindo só a liga neutra e o emulsificante. Com isso faço sorvetes dietéticos também. Minha renda aumentou muito 30%. Eu uso o Frutani, emulsificante vegetal natural para o aeramento da massa. O crescimento é mais ou menos 3 vezes a quantidade de leite colocado. Espero ter ajudado. Bjs."

Como já estou recebendo mais comentários por causa deste, então vou dar a minha opinião acerca do assunto. Eu não conheço o Frutani, nunca tinha ouvido falar, mas visitei o site e pesquisei no Orkut e no Google sobre ele para trazer ao blog mais informações.
Frutani é um emulsificante totalmente sem gordura, que serve para fabricação de sorvete caseiro. A função dele é triplicar o volume inicial do sorvete sem alterar nem cor nem sabor. É totalmente vegetal, natural e orgânico, e feito à base de frutas. Por conter só 26 kcal por receita de 2 litros, dizem ser ele um dos únicos que podem ser usados por portadores de diabetes.

MINHA OPINIÃO PARA QUEM QUER FAZER PARA VENDER - Como não conheço o produto, não posso dizer muito, mas concluí que várias pessoas já o utilizam para preparo de sorvetes. Mas, como o meu blog trata de dicas para ganhar dinheiro, vou dar a minha opinião para quem se interessou em fazer para vender.

Primeiro - A venda no site da Frutani, (parece que só é vendido no site) é de 2 sachês de 10g cada, sendo que a embalagem custa R$ 9,00. Se alguém souber onde é vendido o Frutani, posta aqui prá gente, ok?
Como estamos aqui falando de um produto para venda, eu, particularmente acho que fica muito caro, pois só o sachê para dar 2 litros de sorvete vai custar R$ 4,50. Isso sem os outros ingredientes. Pode ser bom, mas é MUITO CARO para vender.

Segundo - Eu tenho muito medo de produzir algum produto e oferecer para pessoas diabéticas, então não arriscaria fazer e falar que eles podem consumir. Posso até fazer, mas jamais diria a um diabético que ele poderia tomar sem perigo algum. É MUITA RESPONSABILIDADE! Mas isso fica a critério de vocês, desde que não falem que eu postei e indiquei o uso em receitas de sorvete aqui no blog...( Deixo registrado que NÃO ACONSELHO NINGUÉM A FAZER PARA VENDER, a não ser que você seja um nutricionista e que entenda muito bem do assunto.) Eu fiz o curso de sorvetes, tenho receitas para diabéticos e nunca tive coragem de fazer e oferecer. Não há nada de mal em fazer, gente. Muita gente faz, mas como eu não conheço o produto, não vou confirmar de maneira alguma que os diabéticos podem consumir.

Minha conclusão - EU NÃO FARIA PARA VENDER! Primeiro, pelo preço elevado e segundo pela responsabilidade em oferecer um produto dizendo que um diabético pode tomar.

De qualquer maneira, agradeço o comentário da minha leitora que deixou aqui a dica para nós, ok? É isso mesmo, vc está de parabéns pela sua colaboração, pois trouxe uma grande novidade para todos nós. Se mais alguém quiser opinar a respeito, por favor, faça-o aqui neste post.

Uma outra dica minha - Sorvete caseiro que vai leite condensado, ovos, creme de leite...prá mim, fica muuuuuuito mais caro. Sigam a receita original, vale a pena.

Se quiserem conferir sobre o produto, digitem no seu navegador o endereço do site que é o http://www.frutani.com.br, pois o meu blog não permite copiar (eu tenho minhas razões, hehehe). Acessem e tirem suas próprias conclusões.

Um grande bjo da Mell e até mais ver.

Para adquirir uma das minhas APOSTILAS DE FABRICAÇÃO DE SORVETE ARTESANAL clique aqui neste link  http://www.saidademergencia.com.br/2013/08/adquira-aqui-sua-apostila-digital-de.html

AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

Vai um cachorro quente aí?

Olá, meu povo! Eu estava no fogão preparando o almoço e me veio uma ideia (é assim comigo, eu sempre faço uma coisa pensando nas outras que ainda tenho que fazer) que há tempos penso em trazer. Eu recebo muitos e-mails de pessoas que querem ser orientadas, mas elas não me informam a situação delas, então fica difícil ajudar. Fico pensando no que elas podem fazer para ganhar um dinheirinho e uma das coisas que eu acho mais fácil para fazer e lucrar é o tal do "Cachorro Quente" ou "Hot Dog", como queiram chamar, é tudo a mesma coisa. No tempo em que eu tive a sorveteria, que se transformou em Sorveteria e Lanchonete, o primeiro sanduíche que resolvemos fazer foi este pela sua facilidade no preparo e por ser de baixo custo. É uma opção bastante lucrativa e você nem precisa ter tanta habilidade na cozinha, mas precisa fazer com muito carinho, aliás, qualquer pessoa que queira vender algo que seja comestível, deve colocar este ingrediente junto. Se este é o seu caso, você pode montar uma barraquinha para ajudar no sustento da casa. No começo pode parecer que o negócio não vai dar resultado, mas é só até você conquistar a clientela. Quem sabe na porta de sua casa? Você pode começar com uma mesinha, mas com tudo arrumadinho e com bastante higiene, tudo coberto e em vasilhas bem limpas. Estou falando isso, porque talvez você esteja desempregado e não tem dinheiro para comprar um carrinho novo agora, que custa em torno de uns R$ 1.000,00 segundo as minhas pesquisas. Pode ser nos finais de semana, ou durante a semana toda também. Mas o ideal é que seja num lugar movimentado, próximo a colégios, agências bancárias, hospitais, postos de saúde, campos de futebol ou perto de algum evento com fluxo intenso de pessoas. Talvez você não more perto de nada disso, né? Mas veja bem, por aí não tem nada assim, não é? Então, eis a sua chance de começar um negócio desse tipo no seu bairro. Só quero que você não esqueça que vai precisar de autorização dos órgãos competentes para trabalhar, no caso a Prefeitura da sua cidade, para não ter problemas depois. Se você seguir essa recomendação, seu negócio tem tudo para dar certo. Pelo Brasil afora, existem várias adaptações do “cachorro quente”. Alguns gostam do mais simples, com molho e salsicha apenas. Outros já gostam incrementados com batata palha, milho, azeitona, vinagrete. Que tal fazer um cardápio variado para seus clientes? Obviamente, quanto mais ingredientes, mais caro será o valor do lanche, por isso, a minha dica é que você no começo ofereça o mais simples mesmo só acompanhado de batata palha, milho e passas, no máximo. Os temperinhos como catchup, maionese e mostarda você deve comprar em sachês, porque aquelas bisnaguinhas são proibidas, ok? Ah, por aqui, sempre vem acompanhado de um copo de 200ml de refrigerante (aquele mais barato mesmo), sai mais em conta e todo mundo aceita. É muito raro alguém não aceitar, pq é tão gostoso quanto o mais caro mesmo. Voce começa vendendo o cachorro quente com refri, e depois vai agregando outras coisinhas como balas e doces, água e outras coisas que as pessoas compram por impulso mesmo. E daqui há um tempinho, se administrar bem, já vai estar vendendo outros tipos de sanduíche. O cachorro quente vende mais porque é mais barato e isso faz com que as pessoas comam com mais frequência. Não se esqueçam: MUITA HIGIENE! Tô cansada de ver barraquinhas que dão nojo e atendentes de cara fechada. Nada disso, faça tudo limpinho e tenha sempre um sorriso para dar ao seu freguês. Então é isso, se você entrar nesse negócio, me convida prá comer um dos seus sanduiches, ok?
Vou ficando por aqui, e eu espero muito que tenham gostado da dica de hoje, tá bem? Um bjaum da Mell bem no coração.

AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

Profissão: Desempregada!

Boa noite, meus queridos leitores. Passando prá contar que eu também agora estou desempregada novamente. É isso mesmo, mas essa atitude partiu de mim mesma por motivos que não devo contar aqui, tá bem? Uma coisa é certa...eu quero trabalhar para mim mesma. Trabalhar fora tem aquela segurança, né? Carteira assinada, FGTS, Férias, 13º Salário, mas eu quero mesmo é trabalhar em casa, esta foi a minha opção. Tive que perder boa parte dos meus direitos porque "pedi conta", mas fazer o que? Não dava mais...e deixa isso prá lá, rsrsrs Meu brechózinho tá aqui parado desde que fui trabalhar fora. Continuei vendendo, sim, mas de portas fechadas. Caso aparecesse algum freguês no momento que eu pudesse atender, eu vendia. Também fiz uma reforma aqui em casa que para mim foi um caos. Agora tem uma goteira bem no meio da minha loja, é mole ou quer mais? E aí, tenho que tapar essa goteira urgente, se começar a chover de novo, eu tô é ferrada, porque agora preciso vender. Então, agora desempregada, o jeito é por a mão na massa de novo e apelar para as minhas saídas de emergência, que, graças a Deus eu sempre tenho, né? E já que estou em casa, acho que conseguirei postar no blog com mais assiduidade agora. Mesmo não postando sempre, todos os dias eu passei por aqui durante estes nove meses de trabalho fora e respondi a todos os e-mails que me deixaram um endereço para contato. Aqueles que não receberam resposta é porque não deixaram e não tinha como, né mess? Peço encarecidamente que deixem para mim o e-mail, gente. Se quiserem receber uma resposta tem que deixar, ok? Então, estou aqui novamente, firme e forte e pretendendo dar seguimento ao trabalho que eu tanto gosto de fazer que é o de ajudar vocês a encontrar uma "Saída de Emergência" para a crise financeira, ok? Bjos e até mais ver. Fui!!!

AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

5 Dicas Para Você Aprender a Vender


Olá, pessoas queridas. Encontrei estas dicas no site "Papai Urso", achei super interessante e tô postando prá vcs. Tenho certeza de que vão gostar.

1ª – Estipular preço:

Se o preço é baixo, não dê desconto. A melhor saída é estipular um pouquinho mais. Custa R$20,00? Diga que custa R$23,00. Assim, você dá R$3,00 de desconto sem comprometer o lucro. Nunca conte com os parentes quanto você gastou. Vender pelo preço de custo é o mesmo que dar. Ninguém tem obrigação de distribuir nada para parente.

2ª – Espantando a vergonha

Você Fica tímido(a) quando vai a uma loja ou ao supermercado? Você tem vergonha de comprar? Provavelmente não. Comprar é uma atividade normal. Então, ponha isto na cabeça: vender é tão normal quanto comprar. Não fique pensando no que o cliente vai achar. Diga o preço e espere a reação. Nem sempre ele acha tudo caro, nem fique com pena do cliente. Lembre-se: na hora de pagar suas contas, ninguém fica com pena de você.

3ª – Como cobrar

Peça o pagamento assim que entregar o produto. Deixar para depois pode dar problema. Se isso acontecer, o jeito é insistir. Quem compra e não paga é que devia ter vergonha! Quando conseguir receber da pessoa, risque o nome desse cliente. Desconfie dos muitos indecisos ou exigentes demais, que pedem de tudo e nunca estão satisfeitos. Esses dão calote.

4ª – Mostre seu trabalho

Vender na empresa em que trabalha ou qualquer outra é sempre uma boa. Mas para conseguir mais clientes, seria bom vender em lojas. O importante é não desistir. Se numa loja já não deu certo, procure outra. A melhor maneira de conquistar freguesia é fazendo propaganda. O jeito mais simples é espalhar cartões de visita. Faça um cartão bonito, com seu nome, telefone, e-mail e o que você vende. Fazer um álbum para divulgar seus produtos também funciona, se você não pode andar com seus produtos de cima para baixo. Levar uma amostra do que você faz em mãos, impressiona.

5ª – Vendendo na prática

Visite lojas de preferência com afinidades com seu trabalho. Fale com o gerente, diga que um cliente do lugar a indicou.Se não for o tipo de mercadoria comercializado na loja, pergunte se não gostaria de comprar para ele próprio. Ressalte a qualidade do produto, que material é empregado, fale sobre prazo de entrega (com ou sem personalização), combine preço, feche negócios e BOAS VENDAS!.


Bjos e até mais.

CURSOS DIGITAIS PARA QUEM TRABALHA EM CASA

Você quer ser manicure?

Olá, meus queridos. Tenho recebido e-mails de leitoras me pedindo orientações em várias áreas de trabalho em casa, e uma das que eu recebi estes dias, diz respeito ao serviço de manicure. Bem, eu acho que a manicure/pedicure é uma profissional que não fica sem serviço, pois as mulheres fazem a unha toda semana, no máximo de 15 em 15 dias. Mas, se vc está pensando em trabalhar com isso, como fazer para conseguir clientes? É muito fácil! Você pode começar com algumas colegas ou parentes mesmo. Eu sugiro que ofereça um precinho módico para elas, dizendo que é para começar, e depois você coloca o preço que a maioria das manicures da redondeza cobram. Qualquer problema, vc diz que está fazendo isso não para concorrer, mas para "começar" o seu negócio. Duvido que suas amigas não vão querer que alguém faça a unha delas por um preço mais acessível, não é? Este começo será o seu "boca-a-boca", pois suas primeiras clientes espalharão a notícia se perceberem que você fez um bom trabalho. Depois, imprima alguns cartões ou cartazinhos com um bom slogan e seu telefone e peça para colocar nos comércios do bairro. Corra atrás, todo esforço trás bons frutos. A propaganda é a alma do negócio. Divulgação e essencial, as pessoas precisam saber que você faz unhas, então..............avise.
Suas clientes devem encontrar uma boa variedade de esmaltes, além de ter a comodidade de escolher a hora e o dia em que serão atendidas. Para o público adolescente você deve ter ainda um kit diferenciado com esmaltes coloridos e divertidos, aqueles com cores exõticas como azul, verde e outros que as mulheres mais velhas não usam.
Até mesmo as meninas mais novas agora gostam de fazer a unha e quando a mãe vai, a filhinha vai junto. Mostre para elas, vai ser um sucesso!

Tudo é possível, através de um bom trabalho. Basta você fazer uma unha bem feita e já começa a ver os frutos, pois a própria cliente fará sua propaganda para outras pessoas. Não precisa ter vergonha, afinal, são raras as mulheres que não gostam de fazer a unha. Ter pés e mãos bem apresentáveis é o que elas mais querem.

Agora, alguns pontos que merecem sua atenção:

- Respeite os horários de suas clientes (ou clientes homens também), seguindo corretamente a agenda, e fazendo o possível para não deixá-las esperando. Isso vc precisa ter, tanto se for funcionária de um salão, quanto se for na casa deles.
- Não conte seus problemas. Faça diferente, ouça e dê a sua opinião apenas quando requisitada. Manicure é um pouco psicóloga, rsrsrsrs
- Faça seu trabalho com rapidez e eficiência. As clientes podem estar com pressa, mas se estiver começando vá com cuidado para não fazer um trabalho feio.
- Mantenha sua mesa ou bolsa de trabalho, seus alicates, lixas e esmaltes em perfeita ordem.
- Cadastre suas clientes, não esqueça, cuide do seu patrimônio. Anote os endereços e telefones de cada uma delas em uma agenda. Se alguma sumir, vc entra em contato e vê o que está acontecendo, se ela não gostou de alguma coisa.
- Esteja sempre bem vestida, com o cabelo arrumado e as unhas feitas, afinal, você vende beleza e precisa passar uma boa impressão. Não vá de qualquer jeito, arrume-se.

Para finalizar, dê a você o seu verdadeiro valor e orgulhe-se do seu trabalho. Tenho certeza de que vc vai conseguir muitas clientes, assim. Fica aqui o meu beijo e um desejo de boa sorte.

AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

Customização de Roupas de Brechó

Oiê, amigos leitores. Aqui só chove, ô meu Deus do céu! Estou aqui no meu brechó, temendo que algumas peças cheguem a mofar, porque tenho muita coisa guardada, em caixas, ainda. E vendo estas caixas, lembro que tenho muitas peças aqui que dificilmente serão vendidas, mas estão em perfeito estado. Não vendem porque? Bom, eu sei que quando a gente fala de brechó, muitos pensam em roupas antigas. E eu tenho um monte delas, vestidos tubinho, calças de cintura alta, roupas com modelos antigos. Em alguns lugares, isso vende, sim, mas aqui na minha cidade, só se for prá festa à fantasia mesmo. Então, fiquei pensando no que fazer com essas peças, e o único jeito que me veio à mente é customizá-las. Mas tem outras peças que não são antigas, mas não são tão bonitas, e para torná-las mais jeitosinhas, o jeito também é customizar. As calças jeans podem se transformar em bolsas, camisetas em bolerinhos, enfim, posso dar outra "cara" às roupitchas. Não é uma boa pedida prá quem tem brechó? É isso mesmo...o problema é que eu não tenho máquina de costura e se eu pagar prá alguém fazer isso prá mim, vai encarecer meu produto. Então, preciso de uma maquininha urgente, aff! Se você tem um brechó, e enfrenta o mesmo problema que eu, pode também usar essa "Saída de Emergência" para vender as roupas que não vendem fácil, não é mesmo? Prá quem não tem máquina (como eu) podemos fazer parceria com alguma costureira que queira ganhar um troco também, uai! Ganha a gente, e ganha ela. Vamos pensar no caso? Acho que é uma boa pedida. Então, vou postar algumas dicas de roupas customizadas prá gente se inspirar, ok? Espero que gostem.
Transforme o Vestido Tubinho

De uma simples camiseta infantil surge um vestidinho


O que fazer com as Camisas Masculinas? Aqui tem uma dica:

Mais uma...

E mais outra...

Tenho um montão dessas. Uau! Vou fazer!

Dá até prá fazer almofadas com as peças que não tem conserto.


E aí? Animaram-se? Depois posto mais ideias de customização. Um bjaumzão.

AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

2012 é o ano da sua vez! E aí? Vamos juntos nessa?

Oi, gentem! Já estamos em 2012! Oh, maravilha! Chega de festança e vamos trabalhar um tiquim, né? No carnaval a gente pára de novo, se precisar, é claro, rsrsrss. Espero que este ano seja para cada um de nós, bem melhor do que 2011. E eu tenho certeza, de que, se você analisar, olhando para trás, verá que não foi tão ruim assim, não é mesmo? Para mim, graças a Deus, foi um ano maravilhoso, apesar dos percalços pelo caminhos, mas, quem não os tem? Todos nós temos problemas, então, nada de ficar murmurando. Chuta essa pedra prá lá e siga em frente, mesmo que seja um pouco difícil, sempre tem uma SAÍDA DE EMERGÊNCIA e eu sei que vc vai encontrar a sua. Todas as vezes que me sinto indo "prá baixo", levanto a cabeça e penso: "É ruim, heim? Sai prá lá baixo astral. Eu vim para vencer, tá pensando o que? Sai da frente que eu quero passar!". Se eu fosse olhar os meus problemas (e olha que são tantos, são grandes, e estão bem perto de mim) eu ficava na cama deprimida, mas eu decidi que vou viver e vencer. E o que eu mais quero é que você, que está aí desempregado, sem conseguir achar uma vaga no mercado, ou não tem dinheiro para começar um negocinho, não desanime, não! Você precisa é ter a cabeça fria e descansada. Portanto, não se desespere se o desemprego bateu na sua porta, ou se você está precisando arranjar uma grana extra. Todos nós precisamos tirar um tempo para analisar a nossa conduta em relação ao dinheiro, sabia? Muitas vezes eu me vi em situações difíceis porque eu não administrei direito o pouco que eu tinha. Então, pense bem e veja lá o que faz com seu dinheiro para depois não ficar aí desesperado! Aqui no blog tem várias dicas para você trabalhar em casa, começando com pouco dinheiro. Se você escolher a culinária, por exemplo, pode começar com um pacote de farinha de trigo, leite, açúcar e ovos. Tô falando mentira? Tô não! Tá na hora de vc fazer biscoitos e oferecer para os parentes e amigos ou se tiver coragem suficiente saia para a rua ou bote uma banquinha no portão de casa. Se não tem, é hora também de batalhar para perder a vergonha. Vai no supermercado, compra saquinhos, uns pacotinhos de suco, pega água e açúcar e vai fazer geladinho. Bota uma plaquinha no portão e a criançada da rua vai se esbaldar. O seu cofrinho vai começar a encher. Se a gente pensar que precisa de R$ 100.000,00 para começar um negócio, nós estamos é fritos. Eu creio que só começou com muito dinheiro quem é filho de pai rico. A maioria dos grandes empresários que temos conhecimento começou na garagem de casa ou num cõmodo qualquer. Hoje são grandes por que trabalharam muito, não tiveram preguiça nem medo, e não conseguiram nada que caísse direto do céu em direção a eles. Não menosprezo as dicas dos grandes consultores, de maneira alguma, porque realmente é preciso muuuuuuito dinheiro para começar um negócio, mas não é impossível começar em casa. Eu estou nesta lida há alguns anos e não vou desistir. A gente precisa comer, não é? Então vamos trabalhar. Nada de desespero. Já que estamos começando um ano novo, arregace as mangas e dê início a uma nova etapa em sua vida. Mas não fique só nos planos, é preciso agir e reagir às intempéries que surgem pelo caminho (oh, como eu tô falando difícil, rsrsrs). O importante é não se desesperar. Se precisar, estou aqui do lado de cá, pronta a lhe ajudar, nem que seja com uma palavra de força, amigos. Tenham um ano excelente, cheio das graças de Deus. E não esqueça de pedir a Ele sabedoria, porque a todos Ele dá liberalmente. Vamos juntos nessa? Um bjo carinhoso da Mell.

AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE O E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

Me tornando uma empreendedora

Meu blog foi criado em 2009, sendo que na época eu estava desempregada. A partir daí várias coisas ocorreram durante este período de modo que precisei alterar o meu perfil, como a minha idade e as ocupações que tive (trabalhos). Para tanto, deixo aqui registrado estas mudanças.

Em 2009 - 47 anos - Fui babá de duas meninas, cuidando delas em minha casa enquanto as mães trabalhavam.

Em 2010 - 48 anos - Continuei sendo babá de uma das meninas que cuidava antes, novamente em casa e no período em que ela ficava na escola eu trabalhava como Monitora de Crianças de 1 a 2 anos na Creche Filhos do Rei.

Final de 2010 para 2011 - Abri as portas do meu brechó na minha casa. Antes vendia dentro de casa mesmo.

Em 2011 - 49 anos - Brechó fechado para reforma da casa. Fui trabalhar numa pizzaria, à noite, como diarista e, aos 49 anos, consegui trabalhar de "Carteira Assinada" depois de seis anos sem registro. Trabalhei de abril/2011 a Jan/2012.

Início de 2012 - 50 anos - Saí do emprego por motivo de saúde ( a idade começou a pesar me causando muito inchaço nas pernas pelo fato de trabalhar mais de 8 horas em pé).

Maio de 2012 - Voltei novamente a trabalhar por conta própria com meu brechó, meus geladinhos, artesanatos e outras coisitas mais.

Junho de 2012 - Trabalho com meu brechó e sou babá de duas crianças na minha casa. Temos uma renda bem menor agora, pois meus filhos perderam a pensão do pai, mesmo eles sendo estudantes, sendo o mais novo universitário.

Julho de 2012 - Só trabalho com o Brechó agora. Não deu para conciliar brechó e ser babá ao mesmo tempo.

Agosto de 2012 - Me tornei Microempreendedora Individual. Agora, além do Brechó, continuo com os geladinhos e também produzo cupcakes.

Fevereiro de 2013 - 51 anos e agora, o quadro aqui em casa está quase se invertendo. A maior parte do sustento fica com meu filho mais velho, e o mais novo trabalha apenas para pagar a sua faculdade. A minha renda é apenas para complementar a do meu filho.

Setembro de 2013 - Meu filho mais novo está desempregado e trancou a matrícula na faculdade. O mais velho teve que deixar o emprego para ser estagiário de outro curso recebendo apenas 1/2 salário mínimo. Continuo com o brechó, atendendo de portas fechadas pois trabalho também com meus sorvetes, geladinhos, cupcakes e chocolates. Além disso dou cursos de fabricação de sorvete apostilados, pela internet (ensino à distância) Não dou conta de tudo se estiver com a loja aberta. Então, trabalho dentro de casa. Menos renda aqui em casa agora.

Novembro de 2013 - Meu filho mais novo agora trabalha com o pai na área de sorvetes. O mais velho conseguiu um outro emprego com efeito de estágio para o curso dele e passou a ganhar mais. E eu agora, além de tudo que faço também sou Consultora Independente Mary Kay.

Dezembro de 2013 - Isaac foi aprovado no Concurso da Polícia Militar de Minas Gerais e teve novamente que deixar um trabalho novo.

Janeiro de 2014 - Isaac foi morar sozinho com alguns colegas e começa o curso na PMMG

Fevereiro de 2014 - Minha principal fonte de renda agora são minhas apostilas.

Novembro de 2014 - Isaac agora é um Soldado Especialista (Tecnico em Eletrônica da PMMG) e voltou a morar aqui em casa. Status do coração da mãe dele...FELIZ DEMAIS!!!

Março de 2015 - Vou ser vovó. Meu filho Irving, o mais novo, vai ser papai.

Outubro de 2015 - Meu filho Irving, o mais novo é papai da Sofia, ela nasceu no dia 03/10.


LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.