Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

Cadastre seu e-mail e receba minhas dicas para ganhar dinheiro em casa

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

Prá comer ou prá vender - Evite o Desperdício


Oi, meus amô! Gente, tô me sentindo tão em falta concês...tenho tanto medo de parar de escrever aqui no blog, que é uma coisa que eu amo tanto, sabe? Olha só quantos dias sem escrever!!! Eu sempre venho, mesmo que demore, e todos os dias, mesmo não postando aqui, recebo comentários, faço vendas, dou consultoria e por isso estou sempre em contato com alguns leitores. Mas mesmo assim, não me sinto tão realizada, na verdade me sinto uma devedora, pois meu propósito inicial era escrever todos os dias. De qualquer forma, cá estou. Vou postar uma dica que parece não servir para vender (eu disse PARECE), mas pode sim, mesmo que seja uma dica de reaproveitamento. Então, vou dar a dica e vc use como quiser, ok? Faça para a família, ou faça para vender. Uma das coisas que eu mais detesto é o desperdício. Eu aproveito tudo, sempre me lembro de que se eu jogar fora, pode existir alguém que precisaria daquilo. Ontem foi o caso de umas bananas. Meu irmão me deu praticamente um cacho delas, pois ele tem no seu quintal. Dividimos com os outros irmãos, peguei minha parte, mas viajei e quando voltei elas estavam muito maduras. Perdi duas, aproveitei algumas e as que ficaram muito maduras, resolvi fazer um doce. Não sou muito chegada em bananada, até pensei que ia fazer e o doce ia perder pq eu não ia querer comer. Peguei uma receita na internet e quando fui fazer, como a cabeça aqui é meio "voada", comecei errado. A receita mandava fazer um caramelo primeiro, e euzinha aqui, diferentemente da receita, coloquei açúcar na panela e taquei água por cima. Quando vi que tinha feito isso, pensei: "Ô meu Deus do céu! Olha o que eu fiz!!!!". Eu não ia jogar aquilo fora né? Então, joguei as bananas em cima e aí seria o que Deus quisesse. E Deus quis que o trem ficasse bão dimais da conta, uai!
Até foto eu tirei prá registrar meu erro que deu certo, e aí trouxe procês para ver no que deu. Ficou delicioso meu doce, de verdade, gente! Então, olhem só como faz (do meu jeito, hehehe)


 COMO FAZER

Bem, não tem uma medida certa, mas se vc estiver acostumada com doces, vai "de olho" mesmo, né? Eu usei 7 bananas bem maduras. Piquei todas elas em rodelas, se quiser, pode pingar algumas gotas de limão para não escurecer. Na panela, coloquei duas xícaras de chá de açúcar cristal, uma xícara de chá de água e cravo da índia. A questão desta medida é a seguinte: sempre que vc fizer uma calda assim, a proporção de água é sempre uma xícara a menos do que o açúcar. Eu coloquei duas xícaras de açúcar e uma de água, entenderam? Se vc usar, 5 xícaras de açúcar, deve colocar então 4 de água.
Comecei na panela inox, mas eu sempre esqueço que inox não é muito fácil de usar pq cozinha muito rápido e pode queimar, então troquei pela panela velha pq essa que faz comida boa, né não? Depois de colocadas as bananas, vá mexendo sempre para não agarrar no fundo da panela. O doce vai engrossando, as rodelas de banana vão se desfazendo e tomando consistência pastosa. Continue mexendo de vez em quando, e ao perceber que já aparece o fundo da panela, ficando limpo, este é o ponto bom de se parar. Espere esfriar e coloque numa compoteira. Fica uma delícia, muito bom mesmo. Logo depois eu já comi como geléia numas bolachinhas.
Que tal fazer aí? Quem sabe você pode até fazer mesmo para vender, eu acho uma boa, pois tem muita gente que tem bananeira no fundo do quintal e elas ficam lá perdendo, né verdade? Taí a super dica de reaproveitamente de hoje. E espero que vcs tenham gostado. Aproveitem, façam e vendam.
Vou ficando por aqui e vou fazer o possível para voltar o mais breve possível. Bjos no coração.

Ao comentar, aguarde resposta na mesma postagem. Deixe e-mail de contato se quiser resposta fora do blog

4 comentários:

  1. Delicioso mesmo, Mell. Sempre podemos reaproveitar alimentos que poderiam ir pro lixo. Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Verdade Greyce, tudo se aproveita na vida, né não? Bjo amiga.

    ResponderExcluir
  3. Ola Mell! A minha falecida mae fazia doce de banana do jeitinho q vc ensinou e de fato fica uma delicia. Ela as vezes colocava o doce em um pirex e por cima jogava creme de leite misturado com um pouquinho de acucar e depois colocava pra gelar. Fica muito bom tb. Bjsss Ana Carvalho

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana é verdade é uma delícia amiga. Ô saudade da mãe nessas horas, né? Obrigada por me visitar. Bjos.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, saiba que:

- Antes de serem publicados, os comentários necessitam de aprovação. Ou seja, seu comentário não aparecerá na hora em que você o postou (geralmente, são aprovados em menos de 24h);
- Conteúdo ofensivo, propagandas, e propostas de parceria não serão aceitos nos comentários. No caso de interesse em parceria, entre em contato pelo meu e-mail melitaluzia@hotmail.com

LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.

VOCÊ É O MEU VISITANTE DE NÚMERO