Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

Aprenda a sair do vermelho...

Copiar fotos ou artigos não é legal - É proibida a reprodução total ou em partes de artigos deste blog sem a minha autorização por escrito, mesmo citando os links. Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 sobre os Direitos Autorais. Ao invés de copiar, divulgue o endereço do blog www.saidademergencia.com.br

Olá, amigos leitores e seguidores, tô sumida né? Nem vou explicar mais a causa dos sumiços pq já fiz isso um monte de vezes. Mas também não posso deixar de vir e postar alguma coisa de vez em quando né verdade? E hoje tô passando só para deixar uma pequena mensagem para você que está meio triste por causa da sua situação financeira. Hoje estive pensando no tempo em que passei muito aperto na vida e pensei assim que muitos dos que me seguem não tem nem como imaginar o que eu passei pq não experimentaram nada parecido. Imagine você ser abandonada e ficar completamente sem dinheiro com duas crianças pequenas, sem saber administrar nada, nem casa, nem negócio? Passei fome né gente? Quem me vê hoje, se não conhece minha história, nem imagina que tive que deixar de comer por varias vezes para meus filhos comerem. Que tristeza, não é qualquer pessoa que consegue passar por isso não tá? Claro que eu colocava alguma coisa no estômago, mas era o mínimo pq a prioridade era meus dois filhos. Não ter dinheiro para nada, ficar fuçando as gavetas para achar nem que fosse algumas moedas. Eu passei por isso...E só quem passou necessidades na vida é que sabe como é difícil suportar essa fase. E eu passei não porque era gastadeira, foi simplesmente porque eu não sabia mesmo administrar o pouco que entrava. Essa fase prá muitos é longa, parece não ter fim, mas também pode servir de aprendizado. Eu consegui aprender e acho que virei uma mestra em dar a volta por cima, tanto que hoje tento orientar outras pessoas com dificuldade semelhante. Escolhi vencer e tenho conseguido virar o quadro, mas não foi fácil. Por isso entendo seu sofrimento.
Se porventura vc passa por essa fase difícil (talvez você não tenha passado fome, mas não tem dinheiro nenhum, está com as contas atrasadas, o nome sujo) é hora de reavaliar e ver onde seu dinheiro está indo...ou para onde ele foi. E foi mesmo, tanto que acabou né? Muitas vezes, a culpa é nossa mesmo. Outras vezes, falta de sabedoria em administrar. Por isso, meu conselho, já passei por isso e sofri muito: retire os supérfluos da sua vida. Prá que ir no Mc Donald's se a lanchonete ou o sanduíche da esquina é ainda melhor? Alias, chega de comer fora por um tempo. Prá que roupa de grife se as lojas de preço popular oferecem roupas de qualidade? Prá que cafezinho todo dia na rua? Levante-se mais cedo e prepare o seu. É nestas coisas que o seu dinheiro "escoa" pelo ralo. Então, não lamente, pode ser que essa situação tenha sido criada por vc mesmo. Pare de comprar coisas que voce não precisa, deixe de ser consumista!
É hora de repensar, de anotar seus gastos e descobrir com o que você está gastando o dinheiro que entra em casa. Pegue uma folha de papel e anote tudinho, até uma bala que você cismar de comprar deverá ser anotada. Anote, todos os dias os seus gastos. No fim do mês, separe tudo de acordo com a categoria, por exemplo: o que gastou com carne, com verduras, com passagem, com cinema, shopping...enfim tudo, qualquer coisa. E depois some cada um, e vc ficará surpreso. Sabendo onde seu dinheiro está indo, você começa a se policiar, verá o quanto gastou com cada ítem e verá também que poderia ser bem menos ou que nem precisaria ter gasto tanto. Às vezes, nem precisa parar com isso, só dar uma diminuída mesmo. Eu descobri que gastava muito com refrigerante e hoje, há anos, aqui em casa, só se toma refrigerante no sábado e no domingo.
Se as contas estão atrasadas, pague as que você precisa mesmo, que são água, luz e telefone. Até internet às vezes é supérfluo. Já recebi mensagens de pessoas pedindo ajuda, dizendo que estavam sem dinheiro, mas estavam na internet né? Internet é mais necessário do que comida? Não é não, tá? Então, pense nas contas básicas e na alimentação primeiro.
Se está com o nome sujo, procure onde você ficou devendo e diga que você quer pagar. Não aceite juros exorbitantes porque eles vão te oferecer alguns planos. Não aceite, diga que você quer pagar, mas tem que ser uma quantia pequena por mês. Estipule você quanto pode pagar. Se não aceitarem, então deixa seu nome sujo. Vão sempre chegar cobranças cada vez menores e aí você paga. Vai por mim, passei por isso. Ninguém pode te ameaçar, ninguém pode retirar nada de dentro da sua casa e ninguém pode tomar mercadoria nenhuma que vc comprou. Tente acordo com a loja, não com a financeira para quem a sua dívida foi vendida. Vá até a loja e negocie ali, e se não quiserem, deixe sujo o nome, mas limpe assim que conseguir, não empurre essa situação. Se aceitarem sua proposta, cumpra. Até o nome sujo tem vantagem sabe por que? Porque vc não poderá comprar desenfreadamente pq estará sem crédito, então aproveite nesse tempo para aprender a administrar tudo em relação à sua vida financeira. Nós só temos uma coisa a zelar na vida, o nome limpo.
Pronto, falei. E tenho certeza que a carapuça vai servir em alguns de vcs. Mas não liga, falo pro seu bem. Quero te ver melhor e quero que você dê a volta por cima como eu dei. Se eu consegui, você também consegue. Uma hora tudo se ajeita, mas seja sensato e conserte essa situação. Se o erro está em você, reconheça e mude a situação.
Bem vou ficando por aqui, espero que vc tenha entendido a mensagem. Fiquem com Deus e até a próxima. Bjos da Mell


Foi com meu aprendizado na vida 
que cheguei um dia a montar a minha
COZINHA LUCRATIVA
meu site onde vendo cursos digitais de baixo custo
produzidos para vc que escolheu trabalhar em casa e tem pouco investimento.
Vem conhecer, é só clicar no link abaixo:

14 comentários:

  1. Michelle Cabraljaneiro 21, 2015

    A carapuça serviu sim Mell kkk...muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Uai é Michelle? então tá, kkkk Obrigada pela visita, bjos.

    ResponderExcluir
  3. Ja passei por muitas necessidades,meus filhos quando pequenos pedirem bolacha e não ter uma moeda de um centavo em casa.Meu esposo ter so um sapato e ja sem sola ele colou um pedaço de carpete.E duro mais tudo DEUS nos ensina.Uma vez minha filha queria um bolo e eu so tinha tiquinho de farinha de trigo,farinha de rosca e fubá e um ovo.Orei para que DEUS nos abençoasse e fiz o bolo ficou maravilhoso.

    ResponderExcluir
  4. OI Neri que bom receber sua visita no meu blog querida. É isso mesmo amiga, quando queremos, nós conseguimos né? Eu também, uma vez não tinha leite pra fazer o bolo e fiz com chá para meus filhos, ficou delicioso Neri. Hoje eu sei que da para fazer bolo até com água.
    Um bjo Deus te abençoe minha linda.

    ResponderExcluir
  5. Emocionante e instrutivo. Serviu de texto pra eu ajudar um amigo em situação pior. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi Núbia, obrigada pelo comentário e pela visitinha, bjos.

    ResponderExcluir
  7. Olá mel amei seu blog vc falou o que eu tinha que ouvir a mais tempo sabia? realmente a gente as vezes faz cada besteira na vida gasta demais e quando vai ver pronto esta sem nada e nome sujo,eu trabalhei fora por uns tempos mais agora estou em casa com os filhos tenho marido mais esta tbm desempregado imagina como estou,filhos adolescentes que acham que dinheiro vai cair do céu rsrs mais vc disse uma coisa bem interessante tem coisas que não e prioridade a comida sim obrigada por essas palavras sábias fique com Deus.

    ResponderExcluir
  8. OI Rosemary, eu que agradeço sua visitinha e seu comentário. É verdade, tem coisas que temos que reconhecer onde erramos. Muitas vezes culpamos os outros, e até mesmo o governo mas somos nós que estamos errando. Um bjo, espero que vc tenha muito sucesso na vida. Bjos.

    ResponderExcluir
  9. É Mell,algum tempo atrás eu escrevi a minha situação no inbox do seu facebook. Não tá fácil não. Dinheiro, não sei o que é isso faz tempo. Tá difícil arrumar emprego ainda mais na minha idade - 54 anos. Me sinto constrangida em ter a minha casa abastecida pela minha irmã. Toda vez que ela vem pra cá (eu moro em Socorro/SP e ela no Guarujá/SP) ela trás muita coisa. Isso me incomoda. Nunca passei por isso. Tinha um emprego bom, tinha carro, morava em um apartamento na praia e de repente me vi sem emprego. O dinheiro que eu tinha aplicado precisei usar para pagar as contas. Aí as contas, comecei a "empurrar com a barriga". Pagava sempre com um mês de atraso. Aí o condomínio ficou mais caro e eu deixei de pagar na esperança de encontrar logo um emprego e colocar em dia. Isso virou uma bola de neve e ví uma dívida de mais de 20.000,00, recebi um aviso judicial e minha irmã me condenou. Ela tinha toda razão pois o meu apartamento não era só meu, era dela também. Uma coisa que não esqueço nunca, quando fiquei desempregada a primeira coisa que ela (minha irmã) me falou: não conte comigo para nada. E não precisei dela mesmo. Nos dias de aperto eu me virava como podia, mas sempre entrava um dinheiro de um fundo que ainda hoje recebo do banco onde trabalhei. Cheguei a ficar 30 dias sem ter o que comer em casa. Só tomava água e chá (que eu comprava muito na ocasião eu tinha bastante na dispensa). Se alguém me convidava para algum aniversário, era alí que eu matava a minha fome. Minha irmã nunca ficou sabendo disso. Agora morando aqui em Socorro, pensei que seria fácil, mas não está sendo não. Moro na área rural da cidade, não tenho carro e aqui não tem transporte público para a cidade. De carro daqui de casa para a cidade é 5 minutos, mas à pé demora 40 minutos para chegar até a entrada da cidade e depois mais uns 20 minutos até chegar ao comércio. Portanto sei que você passou e fico muito feliz que você tenha conseguido dar a volta por cima. Eu ainda estou na esperança de sair desse buraco em que me encontro. Gosto muito de fazer doces e bolos, mas não tenho dinheiro para comprar os ingredientes. No caso, minha irmã vem para cá na sexta-feira e eu gostaria de fazer um bolo, mas não tenho um tostão para comprar farinha, ovos, açúcar. Parece que o universo está contra mim. Já entreguei tantos currículos aqui na cidade, mas nenhum retorno até agora. Aí vem todo mundo me cobrar por eu não estar trabalhando. Às vezes tenho vontade de sumir.Em algum momento as coisas vão melhorar, espero que não demore, pois está muito difícil de esperar.Sei que temos que ir à luta, mas como ir sem recursos??? Deixo aqui mais um depoimento meu. Beijos

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Mel...minha situaçao nao fica mto atras da sua historia de vida....mas eu sei wue vencerei. Espero em breve poztar outro comentatio falando que minha vida teve mtas mudaças...e pra melhor. Que Deus te abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem? Isso mesmo, não esmoreça, eu sei o quanto é difícil mas tudo na vida passa. Não é fácil e muitas vezes não conseguimos entender o "por que" disso tudo, mas enfim tudo tem um propósito sim nas nossas vidas. Procure aprender com tudo isso, se vc tem fé peça a Deus que Ele lhe oriente com sabedoria pq a todos Ele dá liberalmente ok? Vc vai vencer sim, um dia vai olhar prá trás e ver que valeu a pena o aprendizado. Um bjo, obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  12. Ana Deodoro, imagino seu sofrimento e te falo que esta noite não dormi direito pq meu irmão solteiro está nesta situação, só que infelizmente ele é por causa de vícios. Eu tenho sustentado ele sozinha, e às vezes peço minha irmã para me ajudar. Ontem cheguei lá e não tinha nada, o cabelo dele enorme e a casa um lixo. São situações diferentes mas são tristes. Ele não tem iniciativa, enquanto meu pai era vivo dava tudo e agora sobrou para nós e ele continua a mesma coisa, não quer melhorar. No seu caso, talvez nem seja viável começar algo em casa pois onde vc está morando talvez também não tenha campo para isso, onde vc venderia. Sabe Ana, é muito difícil entender e como eu te falei, eu não tive nem família para ajudar, mesmo morando quase dentro da própria casa pq eu voltei para a casa de meu pai e foi a única coisa que consegui, um teto, pq eles nunca me ofereceram um bago de arroz e nem pagavam minhas contas e por isso resolvi começar com os geladinhos pq era água, açúcar e suco mesmo e isso mudou minha vida a partir do momento em que eu comecei a aprender com os erros de administração do dinheiro, em anotar o que gastava e assim fui descobrindo onde estava indo o dinheiro. A única coisa que posso lhe dizer é que não tenha vergonha de pegar nenhum emprego, eu sempre disse que se tivesse que pegar uma trouxa de roupa para lavar e ganhar um trocado eu pegava. Não eu, de empresária do sorvete fui ser empregada lavando banheiro de pizzaria e trabalhando à noite deixando meus filhos sozinha, o pior era servir os meus ex clientes. Isso me doía muito, e aí ainda saí de lá sendo lesada, mas nessa época eu já sabia administrar meu dinheiro e pedi a Deus que se eu tivesse que trabalhar fora de novo, que nunca mais me deixasse ser ali naquele lugar. È difícil, mas tenha fé. Converse com sua irmã, seja aberta com ela, peça que ela lhe ajude a arrumar algum trabalho, mesmo que seja inferior ao que vc gostaria que fosse. Bem, é isso, o que resta é confiar mesmo em Deus minha flor. Vai passar e um dia vc vai olhar prá trás e testemunhar que tudo serviu de aprendizado. Obrigada pela sua visita. Um bjo.

    ResponderExcluir
  13. lendo tudo isso só queria te dizer que a minha vontade era te dar um abraço bem forte, de irmã de amiga sem mesmo conhece-la. Nós mulheres sempre na luta.Parabéns sou sua fã.






    mara-ourinhos-sp

    ResponderExcluir
  14. Que bonitinho seu comentário. Muito obrigada, senti seu abraço forte viu? Obrigada pela visitinha, vamos continuar sempre na luta e cheia de vitórias. Um feliz 2017 prá vc, um bjaum.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, saiba que:

- Antes de serem publicados, os comentários necessitam de aprovação. Ou seja, seu comentário não aparecerá na hora em que você o postou (geralmente, são aprovados em menos de 24h);
- Conteúdo ofensivo, propagandas, e propostas de parceria não serão aceitos nos comentários. No caso de interesse em parceria, entre em contato pelo meu e-mail melitaluzia@hotmail.com

Me tornando uma empreendedora

Meu blog foi criado em 2009, sendo que na época eu estava desempregada. A partir daí várias coisas ocorreram durante este período de modo que precisei alterar o meu perfil, como a minha idade e as ocupações que tive (trabalhos). Para tanto, deixo aqui registrado estas mudanças.

Em 2009 - 47 anos - Fui babá de duas meninas, cuidando delas em minha casa enquanto as mães trabalhavam.

Em 2010 - 48 anos - Continuei sendo babá de uma das meninas que cuidava antes, novamente em casa e no período em que ela ficava na escola eu trabalhava como Monitora de Crianças de 1 a 2 anos na Creche Filhos do Rei.

Final de 2010 para 2011 - Abri as portas do meu brechó na minha casa. Antes vendia dentro de casa mesmo.

Em 2011 - 49 anos - Brechó fechado para reforma da casa. Fui trabalhar numa pizzaria, à noite, como diarista e, aos 49 anos, consegui trabalhar de "Carteira Assinada" depois de seis anos sem registro. Trabalhei de abril/2011 a Jan/2012.

Início de 2012 - 50 anos - Saí do emprego por motivo de saúde ( a idade começou a pesar me causando muito inchaço nas pernas pelo fato de trabalhar mais de 8 horas em pé).

Maio de 2012 - Voltei novamente a trabalhar por conta própria com meu brechó, meus geladinhos, artesanatos e outras coisitas mais.

Junho de 2012 - Trabalho com meu brechó e sou babá de duas crianças na minha casa. Temos uma renda bem menor agora, pois meus filhos perderam a pensão do pai, mesmo eles sendo estudantes, sendo o mais novo universitário.

Julho de 2012 - Só trabalho com o Brechó agora. Não deu para conciliar brechó e ser babá ao mesmo tempo.

Agosto de 2012 - Me tornei Microempreendedora Individual. Agora, além do Brechó, continuo com os geladinhos e também produzo cupcakes.

Fevereiro de 2013 - 51 anos e agora, o quadro aqui em casa está quase se invertendo. A maior parte do sustento fica com meu filho mais velho, e o mais novo trabalha apenas para pagar a sua faculdade. A minha renda é apenas para complementar a do meu filho.

Setembro de 2013 - Meu filho mais novo está desempregado e trancou a matrícula na faculdade. O mais velho teve que deixar o emprego para ser estagiário de outro curso recebendo apenas 1/2 salário mínimo. Continuo com o brechó, atendendo de portas fechadas pois trabalho também com meus sorvetes, geladinhos, cupcakes e chocolates. Além disso dou cursos de fabricação de sorvete apostilados, pela internet (ensino à distância) Não dou conta de tudo se estiver com a loja aberta. Então, trabalho dentro de casa. Menos renda aqui em casa agora.

Novembro de 2013 - Meu filho mais novo agora trabalha com o pai na área de sorvetes. O mais velho conseguiu um outro emprego com efeito de estágio para o curso dele e passou a ganhar mais. E eu agora, além de tudo que faço também sou Consultora Independente Mary Kay.

Dezembro de 2013 - Isaac foi aprovado no Concurso da Polícia Militar de Minas Gerais e teve novamente que deixar um trabalho novo.

Janeiro de 2014 - Isaac foi morar sozinho com alguns colegas e começa o curso na PMMG

Fevereiro de 2014 - Minha principal fonte de renda agora são minhas apostilas.

Novembro de 2014 - Isaac agora é um Soldado Especialista (Tecnico em Eletrônica da PMMG) e voltou a morar aqui em casa. Status do coração da mãe dele...FELIZ DEMAIS!!!

Março de 2015 - Vou ser vovó. Meu filho Irving, o mais novo, vai ser papai.

Outubro de 2015 - Meu filho Irving, o mais novo é papai da Sofia, ela nasceu no dia 03/10.


LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.