Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

Quanto cobrar pelo meu produto caseiro? Aprenda agora!

Vejo muita gente, principalmente no Facebook, perguntando POR QUANTO devem vender seus produtos, sejam eles, bolos, doces, bombons, salgados e outras guloseimas. Mas, na verdade, essa pergunta é meio sem sentido, sabe porque? Pensem comigo...
Para formar o preço de venda de um produto que nós produzimos, nós precisamos entre outras coisas, considerar que o custo de vida é diferente de região para região no nosso país, então os preços variam muito. Um produto vendido aqui em Minas Gerais não tem o mesmo preço de um vendido em São Paulo. Muito difícil isso, às vezes numa mesma cidade tem diferenças de preço. Olhe só: Um mesmo produto pode ser vendido mais caro numa zona nobre da cidade e ser vendido mais barato na periferia e foi feito com os mesmos ingredientes, das mesmas marcas e tem a mesma qualidade. Depende muito do nosso público alvo. O custo de um produto também envolve a matéria-prima usada pois uns terão ingredientes a mais ou mais caros também. Eu não posso vender um cupcake com recheio de doce de leite pelo mesmo preço de um cupcake com recheio de Nutella. Outro ponto a se considerar também é o preço pelo qual ele está sendo vendido na sua região, mas lembre-se que você  deve saber o preço do seu concorrente, mas não precisa colocar um preço nem abaixo e nem acima do que ele vende. Se alguém reclamar que o seu está mais caro do que o concorrente, prove que o seu tem melhor qualidade ou que foi feito com produtos de primeira qualidade também. Seria injusto vender mais barato um produto bem feito só porque alguém por perto vende por preço mais baixo. Veja bem, talvez o seu concorrente vende mais barato não por falta de qualidade, mas porque ele compra por preços melhores também e assim pode vender por preço acessível. Você precisa fazer como ele, pesquise preços, compre em maior quantidade e você conseguirá bons descontos, portanto, poderá vender por um preço menor também, continuando mantendo a qualidade dos seus produtos. Não vá comprando matéria prima no primeiro supermercado que entrar, aliás, em supermercados é que os ingredientes custam mais caro. Se você mora em bairro residencial e compra sempre no mesmo lugar, converse com o gerente do comércio e peça descontos dizendo que você dá sempre a preferência para ele. Tudo é conversado.

O certo é que você deve calcular o preço de tudo o que foi gasto numa receita de acordo com as quantidades usadas, e incluir também embalagens, água, luz, gás, transporte, enfim tudo que faz parte do produto para ver o preço de custo dessa receita.
Uma maneira fácil para calcular o preço de venda dos seus produtos é a velha continha de 3 (ou ainda de 4 e vou mostrar o porque disso). Há muita controvérsia quanto a essa "continha" mas é o método mais usado porque nem todo mundo sabe trabalhar com planilhas de cálculos de custo e venda. Ela consiste em somar todos os valores das quantidades gastas para uma receita, incluindo se tiver calda, recheio, cobertura e embalagem. Com o resultado em mãos, multiplique por três este gasto. Depois você vê quantas unidades renderam e então você divide o valor gasto pelo número de unidades que rendeu a receita, sejam elas salgados, doces, bolos, bombons (ou outra coisa). Assim você obtém o valor unitário de cada um.

IMPORTANTE SABER - Esta continha lhe garante ganhar 100% de lucro e apenas isso, ok? Você não ganha mais, porque serão três valores iguais. Suponhamos que você gastou 30,00 com uma receita de bombom. Então, você vai multiplicar esses R$ 30,00 por 3 e o resultado será R$ 90,00. A sua receita rendeu 100 bombons, por exemplo. Então você vai pegar os R$ 90,00 dividir por 100 e o resulta será R$ 0,90. Então quer dizer que você vai vender o seu bombom por R$ 0,90. Mas preste atenção a seguir:
Este tipo de cálculo usado pela maioria das pessoas, garante apenas um lucro de 100%, mas considere que algumas vezes você ganhará mais do que isso e em outras, menos. Por exemplo, você pode ganhar mais de 100% nestes bombons, porque R$ 0,90 seria muito barato não é? Então se perto de sua casa eles são vendidos a R$ 1,50, você também deve vender por este preço.


Basicamente é assim que funciona a "continha de 3". Mas porque multiplicar por 3? Por que...

1 - A primeira parte você repõe o que gastou para fazer a receita. ( retire os 30,00 que gastou com a receita)

2 - A segunda parte você comprará mais ingredientes para uma nova receita. (vá e gaste estes 30,00 com mais produtos para fazer de novo)

3 - E a terceira parte é o seu lucro.(Esses R$ 30,00 vc guarda, porque é o seu lucro)
 .
CONTINHA DE "4"- Uma coisa que vc também pode fazer é, se quiser ter mais lucro do que isso, ou incluir aí outras despesas que dificilmente entrariam na "continha de 3" é simplesmente multiplicar por 4 aquele total unitário, e assim chegará ao preço que deve ser vendido. Estas despesas que muitas vezes não são incluídas são o gás, a energia elétrica, a água, a passagem ou gasolina e também a sua hora de trabalho.
Se não quiser fazer essa "continua de 4" vc pode então acrescentar ao resultado da "continha de 3" mais uns 10% a 20% do valor total para cobrir estas despesas e assim ter um preço definido também. De qualquer maneira, esse é apenas um método simples de você colocar preço nos seus produtos caseiros, uma vez que não sabe utilizar uma planilha de custos. Então, evite COMPARAR preços com suas amigas da internet, pois isso É COMPLETAMENTE ERRADO. O custo de vida é muito diferente de um estado para outro, e muitas vezes, até dentro da mesma cidade, pois cada um paga preço diferente nos produtos.

Muitas pessoas não guardam este dinheiro, logo gastam e por isso falam que não estão vendo o lucro. Faça assim: use a segunda parte para renovar o estoque, isso quer dizer que entrou dinheiro sim para comprar mais. E se puder, guarde a sua parte, a terceira (ou/e a quarta). Mesmo assim, você gastando, quer dizer que deu lucro sim, só que você gastou ou pagou suas contas. Espero que tenham conseguido entender. Faça tudo com planejamento e zele pela qualidade do seu produto. Sucesso para você. Bem, espero ter ajudado a vc que tem essa dificuldade. Tomara que não tenha mais. Um grande beijo da Mell.

Visite minha lojinha e conheça meus cursos digitais voltados para donas de casa ou desempregados. São cursos com preço muito em conta para quem deseja trabalhar em casa com alimentação e não sabe como começar . Clique abaixo para conhecer e
ver o conteúdo de cada curso sem compromisso:

31 comentários:

  1. Obrigado pelas dicas,estou começando faser bolo e torta no pote pra vender essas dicas foi muito útil, obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Jackeline, que bom receber sua visita. Torcendo aqui por vc, te espero mais vezes, viu? Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelas dicas, faço mini pizzas e outras coisinhas mais. Amei ter encontrado seu blog e seus cursos estão me inspirando e auxiliando bastante

    ResponderExcluir
  4. Obrigada Rosiane, Deus abençoe seus negócios viu? bjos

    ResponderExcluir
  5. Oi Mel, eu amo como você ensina os seus segredos, você passa uma 'doçura' nas entrelinhas. Que DEUS abençoe todos os seus projetos e continue esta professora e formadora de sonhos dentro de cada um de nós. Obrigado!

    ResponderExcluir
  6. Dalila, obrigada pela sua visita e por seu comentário tão gentil. Apareça mais vezes por aqui, ok? Bjos, Deus abençoe sua vida.

    ResponderExcluir
  7. OI Mell.Estou desempregada e pensando em começar a vender bolos caseiros.Lendo sobre a continha dos 3, descobri que aqui, não dá pra vender no valor final da conta, pq tem várias pessoas q já vendem e por preço q pra mim daria como se fosse o dobro do meu gasto, já fiz as contas de qto gastaria pra fazer um bolo bem simples e se eu quiser competir não vou poder vender num valor maior q os deles.Mesmo eu usando a desculpa q os meus são de melhor qualidade, pq a cidade é pequena e eles já estão no ramo a um bom tempo e fizeram uma boa clientela.Você acha q compensa eu começar mesmo assim?

    ResponderExcluir
  8. Olá, vc não deixou seu nome, hehe Pois é, eu sempre digo que concorrência há em todos os lugares e ainda brinco dizendo que igreja e boteco, sempre tem um do lado do outro e cada um tem sua freguesia, entende? Então, tudo depende de alguns fatores. Se seu produto for bom e se seu atendimento também for, vc criará clientela sim. No meu curso eu oriento no sentido de que não devemos olhar POR QUANTO o outro está vendendo, pois se alguém já tem clientela grande, por exemplo, ela não compra pouca quantidade de ingredientes, ele com certeza consegue preços mais acessíveis pq compra muito. Então, eles nem tem culpa, certo? Tem a questão do público, que talvez seja a primeira coisa a se pensar: quanto seu público pode pagar? E outra coisa, se já tem por perto, então não é exclusividade, então vai ser um pouco mais difícil mesmo...mas não impossível. Tudo depende de uma coisa PLANEJAMENTO. Não posso lhe dizer se vc pode ou não arriscar pq não conheço a área que vc reside ou quer trabalhar, ok? Analise bem, veja se é isso tudo que vc está falando, que eles estão há muito tempo, que já tem clientela formada, ou se vale a pena arriscar. Se chegar a uma resposta não satisfatória, pense em outro produto então, de preferência algo que NÃO SE VENDA por aí, ok? Tudo tem seu tempo, planeje direitinho.
    Um abraço, grata pela sua visita e comentário.

    ResponderExcluir
  9. Obrigado Mell pelas orientações.Vou analisar tudo direitinho depois te conto qual foi minha decisão, ok?!Pior q estou precisando muito e tudo q penso em fazer já tem alguém q faz por aqui.Bjoss!!

    ResponderExcluir
  10. Nivia Mattosjulho 15, 2016

    Oi mell meu nome é Nívia,tudo bem?procurando receita de pão de Mel pra vender te encontrei, linda sua história de sobrevivência,quero que você venha me tirar uma dúvida por favor,que formas posso usar?você fala de forma de acetato,mas não conheço,pode me ajudar?Desde já te agradeço e que Deus te abençoe,bjos!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi Nivia, forma de acetato são aquelas forminhas transparentes de fazer bombom, só que para pão de mel. Vc encontra em casa de festas ou lojas de embalagens, é bem fácil e baratinho, por aqui não custa nem R$ 2,00. Faz uma busca no google que vc encontra uma imagem prá vc ver.
    Obrigada pela sua visita e pelo seu comentário. Bjos

    ResponderExcluir
  12. Oi Mell como foi bom ter encontrado esse seu blogger, estou querendo começar a trabalhar em casa quero fazer salgado, pão de mel tbm, e aqui encontrei incentivo, amei sua historia de vida...Deus abençoe vc e sua familia....estou animada para começar logo, e se Deus quiser vai dar certo.
    bjos

    ResponderExcluir
  13. OI, vc não deixou seu nome mas estou aqui para lhe agradecer viu? Muito grata pelo carinho, Deus te abençoe também. Bjos.

    ResponderExcluir
  14. Oi Mell! Meu nome é Denise, sou nutricionista e no momento estou desempregada principalmente por não ter experiência na área. Com base nos conhecimentos da nutrição, comecei a desenvolver biscoitos artesanais e nutritivos para vender. Ainda está sendo de forma bem sutil porque estou sem saber para quem oferecer e com pouco (ou nenhum) dinheiro para investir. Ainda estou sozinha nisso tudo, mas tenho me dedicado muito, cuido de todas as etapas, desde o desenvolvimento das receitas, até o produto pronto para venda, embora não tenha um CNPJ eu fiz toda parte de rotulagem dos meus produtos (incluindo informação nutricional) para ver se aumenta a confiabilidade e passar mais credibilidade também. Era um sonho que eu tinha ha muito tempo, então aproveitei esse momento difícil o qual estou passando para enxergar algo de positivo pra minha vida. Conheci seu blog agora quando pesquisava sobre preço de venda de produto e, admiro sua história e sua garra. Por fim, se puder me dar dicas e conselhos para esse início de trabalho, ficarei muito feliz e agradecida! Beijinhos e inté! ;)

    ResponderExcluir
  15. Denise
    Olha eu também entre nesse ramo de bolachas caseiras tem 3 semanas desenvolvi minha receita fiz cnpj pelo Mei super simples sai via internet você só imprime fiz uma informação nutricional grátis via internet também passei a receita só que veio dois ingredientes a informação.
    OLha agora vem fim de ano dá pra fazer as bolachinhas decoradas ja sigo esse blog da Mell super 1000.

    ResponderExcluir
  16. Oi Bernadete, que bom! Legal mesmo ser MEI, não é? Só não entendi sobre estes dois ingredientes.
    Obrigada por me seguir, te espero mais vezes viu? Bjos, Deus abençoe vc e seus negócios.

    ResponderExcluir
  17. Mell postei a receita toda na informação nutricional e veio só de 02 ingredientes seus valores achei que viria da receita toda.
    Obrigada por me responder.

    ResponderExcluir
  18. Pois é, mas isso aí é com o site Bernadete, eu nem sabia que tinha um site onde faziam isso online e nem sei se é algo confiável né? Talvez seria melhor vc consultar uma nutricionista pois para revender vc precisará de ter uma, tenho quase certeza ok? Não afirmo 100% mas uns 80% de certeza eu tenho.

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde Mell!

    Este artigo me salvou do prejuizo... Muito obrigada!!!

    ResponderExcluir
  20. Que bom Christine, fico feliz por ter ajudado. Um bjo, volte mais vezes.

    ResponderExcluir
  21. Parabéns pela sua história. Já faz algum tempo que precisei regaçar as mangas e trabalhar em casa para me manter e a meu filho, hoje continuo fazendo bolo, pomonha e doces, os sequilhos foi outra atividade culinária que herdei da minha mãe, adoro fazer guloseimas e estou pensando muito em produzir sequilhos para vender em mercadinhos de bairros. Preciso de uma orientação sua em relação a data de validade do produto sou leiga nisso e me preocupo muito na questão de vender produtos de qualidade e que venha na embalagem a data de validade do produto.
    Por favor, você tem como me orientar sobre esse tema- qual o tempo de validade do sequilho?

    ResponderExcluir
  22. OI Marineide, que bom receber sua visita. Olha, por ser um produto caseiro, a validade dele é menor em relação aos industrializados que tem uns 6 meses pelo menos. O caseiro vc deve dar uma validade de 30 dias pq ele não tem nenhum conservante como os outros, ok? Um bjo, volte mais vezes e parabéns pelo desprendimento.

    ResponderExcluir
  23. Oie Melzinha!!! Aqui é a Beth Ferreira, do RJ. Sabe que sou sua fã né? Me sinto abençoada por tê-la conhecido. Amo seu blog e de vez em quando estou aqui. Mas hoje resolvi deixar um recadinho. Adorei os cones! Eu já tinha feito com recheio de trufa tradicional. Agora vou fazer com bolo. Mil beijinhos miga! Deus continue te abençoando!

    ResponderExcluir
  24. Oi Betinha, te conheço? De onde???? Será??? Acho que já ouvi falar, kkkkkk Adoro vc minha seguidora fiel, pensei que ia me puxar orelha de alguma arte que andei fazendo, uai! Faz os cones sim amada, uma delícia, bom prás festinhas que vc organiza de vez em quando viu? Com bolo é tudo de bom mesmo, é só variar o recheio. Amo sua visitinha sempre, um bjo no coração amore. Boas Festas, fica na paz, bjos.

    ResponderExcluir
  25. Josy cara mês de mellodezembro 17, 2016

    Oi mell suas receitas me ajudaram muito eu sou servidora pública,tive q tirar licença maternidade muitas contas pra paga,tive que fazer algo pra aumentar minha renda,comecei fazer biscoi pra vender.meu investimento 20.00R$ lucro 80.00r$me empolguei hoje minha produção aumentou meu esposo q sei pra vender nos comércios gaço bolos,pudins bolos personalizados e fez cursos cake design.to com um lucro por mês de 4.500.00 mil..obrigada mell..driblei a Crise..graças a deus.deus abençoe vc..

    ResponderExcluir
  26. Oi Josy, que bênção. Obrigada por me contar, fico feliz de uma dica minha ter ajudado vc a sair da situação. Quando a pessoa tem persistência e força de vontade dá tudo certo não ? Te desejo todo sucesso do mundo no ano que vem. Boas Festas, obrigada pelo comentário e pela visitinha. Um bjo grande no coração.

    ResponderExcluir
  27. Nossa que Blog show! Não sou boa na cozinha, mas estou buscando aprender para ter um lucro extra na vida, pois com a crise que estamos, temos que buscar outras alternativas. Estou animada vendo as receitas e dicas!! :)

    ResponderExcluir
  28. Que bom que vc gostou Aline, te espero mais vezes por aqui, ok? Bjos.

    ResponderExcluir
  29. ana claudiajaneiro 24, 2017

    Quantos biscoitos eu devo colocar em cada patinhos

    ResponderExcluir
  30. Oi Ana Cláudia, eu peso mais ou menos 100 gramas, dá uns 15 a 20 biscoitinhos ok? Bjos.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, saiba que:

- Antes de serem publicados, os comentários necessitam de aprovação. Ou seja, seu comentário não aparecerá na hora em que você o postou (geralmente, são aprovados em menos de 24h);
- Conteúdo ofensivo, propagandas, e propostas de parceria não serão aceitos nos comentários. No caso de interesse em parceria, entre em contato pelo meu e-mail melitaluzia@hotmail.com

LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.

VOCÊ É O MEU VISITANTE DE NÚMERO