Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.
Este blog foi produzido para você que resolveu trabalhar em casa por vários motivos. As postagens são voltadas para mães que precisam de uma atividade lucrativa ou para desempregados. Aqui vc encontrará uma "saída de emergência" para a crise.

12 de abril de 2012

Vou ali e volto já!

Olá, amigos, falta de tempo total. Vou viajar e tenho que deixar a casa em ordem para meus filhos se virarem sozinhos por uma semana. Vou fazer umas comprinhas para minha lojinha (arrumei um capitalzinho, hehehe) e vou aproveitar para passear também, né? No dia 18/04 estarei de volta e prometo dar sequência às minhas dicas, ok? Vou deixar aqui um texto que achei na net (na verdade é um resumo do livro "O Rei do Vou Fazer") que mostra como devemos ser em relação às decisões que precisamos tomar na vida. Você é daqueles que dizem que vai fazer e faz, ou você apenas "diz que vai fazer" e fica na mesma? Não passe pela vida apenas intentando fazer algo. O tempo passa correndo, e quando a gente olhar prá trás, pode ser tarde. Alguém veio e tomou a ideia que você teve ou a oportunidade passou e você nem viu...

"O Rei do Vou Fazer"

Ele era um menino estranho. Era o que achava a maioria dos colegas. Vivia fazendo planos e espalhando para todos que faria isso, isso e mais aquilo. Que seria o melhor da classe, o mais famoso da rua, etc.
"Vou fazer isso, vou fazer aquilo, vou viajar para cá, vou viajar para lá, para acolá." Tudo isso... um dia! Um dia que não chegava e, quem sabe jamais chegaria.
-Vou ser campeão do torneio de tênis da escola - dizia ele. - Amanhã vou acordar super cedo, fazer um super treino, bolar uma super jogada e dar um baile no adversário.
Acontece que o garoto, apesar de bem intencionado, só falava e não agia. "VOU FAZER", mas não fazia! Com isso, o tempo foi passando, e o menino planejando. E só planejando. E só o que aconteceu foi que o menino cresceu. Afinal, crescer era algo involuntário. Algo que aconteceria sem depender de esforço seu... É claro que precisava ajudar. Cuidar-se bem, alimentar-se. Mas comer foi coisa que sempre fez. Aliás, até o regime ficava sempre para depois.
Dá podemos dizer que o menino, ao invés de ser, só fez crescer. Cresceu assim sem ser nada. Nem diplomas, nem medalhas, nem vitórias para contar, com pouca coisa para dar. Um ser assim, meio estranho que muito diz, pouco faz. Ou por medo, ou por preguiça, ou por falta de vontade. Só fez aumentar a idade e a lista do que não foi feito. Nem isso é crescer direito.
E você, quer um conselho? Não, conselho não vou dar. Nem você iria querer... Deixo apenas essas perguntas, para você responder.
1- O que pretende da vida?
2- Você vai ser de verdade? Ou vai, como o tal menino, apenas ter mais idade?
Responda para si mesmo. É só quem deve saber! Mas se tiver alguma experiência para compartilhar para edificar.

Leia - O Rei do Vou Fazer (Sonia Salerno Forjaz) - Narrando a história de um simpático menino, o livro convida o leitor a não apenas sonhar e fazer planos, mas também a lutar por seus ideais com responsabilidade e compromisso. Seu protagonista, o Rei do Vou Fazer, é um menino que muito promete e nada faz. De tanto fazer alarde e nada acontecer, ganha fama e apelido e é por esta característica que se torna mais conhecido. Assim vivendo, o tempo passa e o menino cresce sem concretizar nada do que anuncia como metas e conquistas. Leitura agradável, de fácil compreensão, este livro passa ao leitor as primeiras noções de responsabilidade pelos ações que praticamos e pelas escolhas que fazemos em nossas vidas.

LEMBRETE:
Mesmo estando sem postar por estes dias, vire e revire os arquivos do blog atrás de uma ideia legal para você, e, por favor, não deixe de comentar, ok?
Um bjaum da Mell, vou ficar com muitas saudades!


AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

2 comentários:

  1. OI, Mel.Olha vc é um exemplo de coragem e sabedoria.Li um pouco sobre vc, suas experiências e fiquei maravilhada com suas atitudes. Olha,eu não tô num periodo muito bom não. Eu estou nessa mesma condição desde menino, o Rei do vou fazer. E para completar cair na depressão.Amo artesanato, tenho facilidade em aprender, faço em casa, todos elogiam, mas não consigo perseverar .Tentei fazer um blogger, fiz mais não consigo levar a frente. Recentimente, fiz um trabalho de decoupage em sabonetes, recebi encomendas, fiquei contente, mais foi só isso, esfriei.Faço rasteirinhas, almofadas em capitonê, crochê,decoupage,trabalhos com tear manual,até me arrisquei fazer convites de casamento e quinze anos (esses foi encomendas), mais não foi adiante. Tô frustada pois não consigo levar a frente, por favor me ajude. Como sair dessa?

    ResponderExcluir
  2. olá Mel,eu bem que estava precisando disso ,um puxao de orelhas para mim... estou determinada a parar com isso e me realizar em minha vida...depois que vi teu blog, fiquei animada..vou conseguir!obrigada.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, saiba que:

- Antes de serem publicados, os comentários necessitam de aprovação. Ou seja, seu comentário não aparecerá na hora em que você o postou (geralmente, são aprovados em menos de 24h);
- Conteúdo ofensivo, propagandas, e propostas de parceria não serão aceitos nos comentários. No caso de interesse em parceria, entre em contato pelo meu e-mail melitaluzia@hotmail.com

VISITAS RECEBIDAS NO BLOG

.