DIREITOS AUTORAIS - É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook,, Whats App e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

13 de junho de 2012

"Eu creio em milagres!"

Olá, amores. Eu num tô dando conta de postar todo dia, gentem! Graças a Deus, porque isso quer dizer que estou trabalhando muito, né? Vocês sabem que tenho pouco tempo desde que abri a lojinha...Tenho atravessado alguns problemas sérios na vida e se eu pudesse, compartilhava tudo com vocês, mas nem tudo a gente pode contar...tem horas que dá vontade de "rasgar o verbo" mas é melhor ficar calada. Pois é...tempo de vacas meio magrelas aqui em casa, sabe? Então, de vez em quando bate uma ansiedade e eu choooooro até acabar a dor. Conto para alguns amigos fiéis que tenho, mesmo sendo virtuais e tudo passa. Tem momentos na vida da gente em que "apenas uma palavra basta" não é verdade? Anteontem, logo depois que os meninos (quando falo "os meninos" são os meus filhos) saíram para trabalhar, eu estava assistindo o jornal da manhã e depois troquei de canal para assistir um programa religioso. Enquanto o pastor pregava, eu ouvia e conversava com Deus questionando algumas injustiças e lógico, pedindo que Ele me abençoasse, que trouxesse provisão para nossa casa. Como já falei para vocês, aprendi a administrar nosso dinheiro no meio das dificuldades (aqui em casa ainda sou eu que administro, e fico feliz por ver que meus filhos aprenderam isso também), mas aí me bateu uma ansiedade com medo de não dar conta de administrar bem o pouco que temos hoje. Estamos nesta situação difícil desde o mês passado. Infelizmente este mês tá pior. Temos menos dinheiro e mais para pagar. O que temos para pagar não são dívidas,é uma bênção que meu filho mais novo conseguiu, mas não temos dinheiro para manter essa bênção. Tipo assim "ou a gente come, ou a gente paga", entenderam? Não? Deixa prá lá...Ô meu Deus, e eu que não posso falar o que é? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Então, pois é...bateu uma ansiedade e eu chorei diante de Deus pedindo provisão. Passou-se o dia, trabalhei no brechó, fechei e fui fazer o jantar. Quando de repente alguém me chama lá fora...Gente, vcs acreditam naquele papo que eu já falei um montão de vezes que "Deus é meu puxa-saco?". O que eu posso fazer se Ele é, né? Ele gosta de mim dimaisdaconta! E não é que era uma mamãe vizinha com duas crianças perguntando se eu não queria cuidar delas porque ela tinha arrumado um emprego? Ô, mas Deus é pai, não é padrasto, né não? Pedi a Deus de manhãzinha e Ele mandou a bênção em dobro à noite, gente! Então, além da loja, agora tenho duas crianças prá cuidar, kkkkkkkkkkkkkk. Ah, não falem que eu sou louca, não, tá? Eu só aproveito as oportunidades que Deus me dá. Fico com os dois durante a parte da manhã, mando o menino prá escola ao meio dia, e como minha loja é na minha casa mesmo, fico com a menininha até às quatro da tarde quando a mamãe dela chega. Há pouco tempo contei prá vcs que ia cuidar da filha de uma amiga, mas houve algumas mudanças nos horários dela e aí fiquei com a menina apenas por uma semana mesmo. Quando você faz um bom trabalho, todo mundo sabe disso. Se eu fosse uma péssima babá, nunca teria as oportunidades que tenho. Não coloco anúncio nem nada e as mães me procuram. A bênção vem na minha porta. E eu faço somente aquilo que dou conta de fazer. Por isso, aquilo que você tiver que fazer, faça o melhor que puder, pois você mesmo é a sua vitrine, você mesmo divulga o seu trabalho se fizer bem feito. Se disponha naquilo que acha que tem capacidade para fazer. E tenha fé! É a fé que me move. Ainda precisamos de dinheiro aqui em casa. O que ganhamos não é o suficiente para aquilo que precisamos pagar, mas eu creio que vamos conseguir porque nós acreditamos que Deus proverá. E eu já falei que se precisar eu vendo até paçoquinha na rua prá pagar isso, pois meu filho não vai perder essa grande oportunidade que Deus lhe deu. Aqui em casa nós não vivemos pelas circunstâncias, vivemos pela fé, e "a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem". Tenho certeza que em breve poderei contar para vocês o que está sendo a nossa luta atual e como foi a nossa vitória. Amo vocês, leitores queridos. Fiquem com Deus. Um bjo grande da Mell.

AO DEIXAR UM COMENTÁRIO, POR FAVOR, DEIXE UM E-MAIL DE CONTATO PARA RESPOSTA.

.