DIREITOS AUTORAIS - É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook,, Whats App e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

5 de janeiro de 2014

Vendeu FIADO? E agora, como cobrar?

Oi, pessoas! Eu tardo, mas não falto. Então, muito trabalho e eu tenho os meus negócios de vendas, né mesmo? E aí gente, querendo ou não, sempre tem um FIADO. Ainda não tenho a bendita da maquininha de cartão e preciso urgente. Parece que tem pessoas que tem o dom de nos persuardir, né mess? E tem casos que a gente só pode vender fiado mesmo, 30/60/90 dias, como as sacoleiras por exemplo. E aí, já notaram que são aqueles que devem menos que demoram mais prá pagar? Então, dias atrás fiquei triste, bem chateada mesmo por causa de algumas pessoas que ficaram me devendo, mas ainda bem que eu aprendi a cobrar um dia. Cobro com educação, corro atrás mesmo. Outro dia tive a coragem de cobrar R$ 0,50 de uma pessoa. Ah, cobro mesmo! A pessoa não tem vergonha de vir aqui e me pedir: "dá bala o menino aí que depois te pago.". Ah tá! E passam dias e dias e nada do dinheiro. Pois cobrei mesmo! Não posso ficar "dando" bala prás crianças todo dia não, uai! Teve uma que veio aqui há nove dias atrás, eu com loja fechada, ela pediu para comprar um arranjo floral e já foi falando: "Só posso pagar sábado". Como trabalha num comércio aqui perto, deixei, pois afinal não tinha como fugir. Passou-se o sábado, o fim de semana inteiro e cadê meu dinheiro? Pois hoje inventei de comprar uma coisa lá, só para lembrá-la da dívida. Pensou que eu ia buscar. Ah, tá! A pessoa na hora da precisão, sobe o morro prá comprar, mas prá pagar não pode subir o mesmo morro? Tem problema não! Eu desço prá buscar! Também passei por uma situação delicada, porque outra pessoa me devia e simplesmente esqueceu. E eu sabia que ela realmente tinha esquecido, só podia ser, pois é íntegra demais. E aí, como cobrar de uma pessoa querida? Esperei uma semana e telefonei prá ela. Realmente ela tinha esquecido, mas cobrei dizendo que para mim era muito difícil fazer aquilo, pois gosto muito dela, mas era um compromisso. E combinamos nova data, ela me pagou antes até. Com jeito, vai, gente! Não podemos é perder nosso suado dinheirinho.
Então, a dica vai prá vc que teve que fazer um FIADO, e o povo está te devendo também. Não deixa mole, corre atrás, porque dinheiro não nasce em árvore e vc precisa pagar suas contas. Vamos lá?
- Cobrar é um assunto sério porque vc pode perder o amigo (e ganhar um inimigo), perder o freguês e por fim pode perder também o dinheiro de vez.
- Tenha um cadastro de cada cliente, nem que seja apenas o telefone. Se é cliente novo, porque não pegar o endereço? Dá uma desculpa que é para você entrar em contato caso chegue mercadorias novas (mas na verdade isso serve para você ir cobrar, caso falte o pagamento).
- Não sinta vergonha de cobrar, pois não foi você que descumpriu o trato. Mas muita cautela. Não use de ameaças, isso é crime.
- Procure a pessoa sim, e não use de arrogância. Pergunte se está tudo bem, e diga que sentiu a falta dela. Faça a pessoa pensar que vc ficou preocupada, se tinha acontecido alguma coisa. Com certeza, isso vai desarmá-la e ela mesma vai falar sobre a dívida, mesmo que seja dando uma desculpa.
- Se porventura a pessoa der algum motivo para o não pagamento, não vacile. Negocie com ela uma outra data e diga que vc precisa também cobrir um compromisso seu e aquele dinheiro será necessário, ou diga que você pagou para ela e agora ela precisa repor esse dinheiro para você. Marque então uma nova data (se possível, próxima) e diga que vc mesma irá procurá-la. Faça ela entender que a dívida não irá desaparecer. Eu até brinco com a pessoa: "Olha, pode ser dia tal? Ah, então tá bom, vou te esperar ansiosamente!", kkkkkkk
- Seja gentil, humorada e educada. Quem vai resistir? Só se a pessoa for bem ordinária mesmo, né?
- Um dado importante - Segundo as empresas de Telemarketing, as pesquisas revelam que os credores já ficam esperando a cobrança. Isso abre margem para uma negociação.
- E aí, se conseguir receber (tomara que sim!) já conhece a peça, né? Não faça fiado de novo para ela. Quem dita as regras no seu negócio é você, não o freguês. Enquanto a gente não consegue uma maquininha de cartão ou outro método para o fiado, é melhor seguir estas dicas.
E eu fico por aqui, tenho muito o que fazer ainda, amores. Bjos, volto loguinho. Bye, bye!!!

Ao comentar, aguarde resposta na mesma postagem. Deixe e-mail de contato se quiser resposta fora do blog

.