Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

Qual é o seu tempero? Ele vale dinheiro, querida...

Olá, meus leitores queridos. Hoje vou apenas refazer uma postagem antiga, dando um toque melhorzinho pq agora estou mais espertinho na net, né mesmo? Claro que é uma dica prá ganhar dinheiro, pq aqui no meu blog quando não ensino alguma coisa prá gerar renda, eu estou trazendo motivação. Amo fazer isso e ajudar as pessoas. E a dica de hoje vai para aquelas mulheres que tem um tempero que faz a vizinhança toda ficar com água na boca. Pois é, você tá aí precisando de uma grana, talvez urgente, tem a faca e o queijo na mão e não sabe, né? É isso mesmo...cheguei prá clarear suas ideias pq o seu tempero pode lhe render um bom dinheiro, menina!!! Sabia que a famosa marca Arisco começou assim, com uma mistura de alho e sal? Tudo começou em 1942, quando a família Alves de Queiroz montou um pequeno estabelecimento de secos e molhados. O negócio prosperou e foi transferido para Goiânia (GO), onde passou a operar sob o nome de Sociedade Irmãos Alves – Indústrias, Importadora e Comércio. Em 1969, João Alves de Queiroz Filho, ao lado do pai, resolveu investir em um novo negócio: a produção de sal temperado. A ARISCO nasceu de maneira modesta: uma mistura de sal e temperos que pretendia facilitar a vida da dona-de-casa brasileira. Embalado em potes de plástico, o tempero pronto revolucionou a vida das donas-de-casa acostumadas a amassar sal, alho e pimenta no pilão. (veja aqui a história completa http://mundodasmarcas.blogspot.com.br/2009/08/arisco.html) Tempero pronto, desses industrializados é bom, facilita mesmo a nossa vida de dona de casa, mas nada como um tempero caseiro sem conservantes e ingredientes que podem nos fazer mal, né verdade? Infelizmente não tá dando prá confiar nessas coisas industrializadas né gente? Tem tantas marcas que a gente não pode confiar mesmo, aff... Então, bora juntar aqueles vidros de conserva ou comprar potes plásticos descartáveis e fazer nosso temperinho prá vender? Gente, não tem o que pensar! É pegar a dica e mãos à obra. Lucro certo. Não é difícil calcular o preço de venda. Prá ficar mais fácil, some os valores correspondentes aos ingredientes usados e as embalagens, veja quantos potes renderam e use como regra aquela velha continha de multiplicar por três. Você pode começar com o tempero básico mesmo, alho e sal. Mas pode fazer com outros temperinhos como cebola, manjericão, louro, com pimenta, sem pimenta, etc. Cada uma tem uma receitinha diferente né? Então, faça a sua, aquela que a vizinhança fica doida prá descobrir por causa do cheiro delicioso que vem da sua cozinha, boba! Aqui ó...mas não conte o segredo né? Vc deve colocar sim, uma etiqueta mostrando quais os ingredientes usados, o modo de armazenar e a validade, mas não revele as quantidades usadas. É obrigatório isso, mas não precisa entregar o ouro todo, kkkkkk Como eu sempre falo, se tem vergonha, comece divulgando com suas vizinhas, amigas e parentes. Faça potinhos bem pequenos (como aqueles copinhos de café) como amostra para elas usarem e conhecerem o seu tempero. Dê ao maridão ou aos filhos também estas amostras para eles levarem para os colegas do trabalho (onde for permitido, claro). E depois que eles provarem, ou suas esposas ou mesmo mães, procure-os para saber o que acharam, mas já vá levando o pote maior, certo? Se o seu produto for bom, não vão faltar encomendas. E então, gostaram dessa dica maravilhosa? 
Hoje eu fiz o meu, faço somente de alho e sal pq meus filhos preferem assim e trouxe procês verem um passo a passo bem simples que dá prá todo mundo entender. Vamos ver o que usei e quanto rendeu?

TEMPERO CASEIRO DA MELL

300 gramas de alho descascado 
(eu já comprei descascado pq sou preguiçosa, fica mais caro, kkkk)
 1 xícara de chá de óleo (usei de milho)
1 kg de sal
Colocar no liquidificador o alho descascado e o óleo.
Bater devagar ou pulsando até virar uma pasta. 
Se necessário, desligue o liquidificador e mexa com uma colher.

 Depois de batida, vire a pasta de alho numa vasilha e vá aos poucos
misturando o sal. Deve ser usado todo o sal do pacote.

A minha receita rendeu dois potes de 750gramas,
 mas poderia render até mais pois ainda
ficou bem molhadinha a massa.

Olha só como ficou bonito meu tempero, bem pastoso, por isso
eu disse que poderia colocar mais sal. E vc pode também fazer 
copinhos menores como este de 200 gramas. Enfim, faça do seu jeito, 
com sal ou sem sal, molinho ou durinho, mas faça.
Tudo que é temperado com amor, dá certo.

Então é isso amigos. Fico por aqui e logo, logo, apareço novamente. Agora minha vida é essa correria mesmo, mas venho, bato ponto e vou indo logo. Um bjo e um xero procês. Fiquem com Deus.

Ao comentar, aguarde resposta na mesma postagem. Deixe e-mail de contato se quiser resposta fora do blog

19 comentários:

  1. E congela ou deixa na geladeira?

    ResponderExcluir
  2. Não precisa congelar Camila. Se fizer sem o sal coloque em vidros e deixa na geladeira, mas se fizer com o sal, não precisa. Pode deixar fora.

    ResponderExcluir
  3. muito legal mais como fazer para este tempero nao ficar verde ou amarelado

    ResponderExcluir
  4. Oi amiga anônima, obrigada pela visita. Olha, ele só vai ficar verde ou amarelado se colocar ervas ou cheiro verde no meio. O meu fica dessa cor o tempo todo e fora da geladeira. Geralmente faço dois potes e dá prá mais de dois meses.
    obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Mell, parabéns. Achei interessante sua postagem, porque de vez em quando me meto à querer ajudar a minha digníssima na cozinha! Só, que fiquei curioso em saber porque se optaria em fazer com sal ou sem sal e, no caso de sendo com sal, dispensa-se o acréscimo deste condimento no preparo do alimento? Isso é, não precisa, mais, adicionar sal?! Abraço.

    Att. Nahilton.

    ResponderExcluir
  6. OI Nahilton, tudo bem? Eu coloquei essa opção pq convenhamos, o sal é um dos vilões da atualidade não é? Então, já que o post fala sobre VENDER o produto, se for por exemplo uma encomenda de tempero, vc tem a opção do SEM SAL para oferecer às pessoas. Muitas são hipertensas ou sofrem de outra enfermidade onde não podem fazer uso do sal, e realmente é melhor nós usarmos menos. No caso de vender também, indo sem o sal, a pessoa que comprar pode colocar a quantidade que desejar também. Os temperos prontos industrializados são praticamente puro sal, de alho, cebola ou ervas, eles não tem é nada. Produzindo artesanalmente o tempero com sal ou sem sal, pode ser um diferencial neste negócio. Todos podemos usar o sal no tempero sim, mas uns podem em quantidade normal, outros em quantidade reduzida por questões de saúde mesmo. Só por isso que preferi colocar assim, ok? Sempre penso num jeito melhor, num jeito de atingir outro público. Espero ter te respondido a contento.
    Agradeço sua visitinha e te espero mais vezes. Obrigada também pelo comentário. Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Oi amei a dica estou pensando em fazer um teste. ..

    ResponderExcluir
  8. Olá, queria saber se posso colocar o tempero em potes plásticos?

    ResponderExcluir
  9. Sim, pote colocar em potes descartáveis.

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde, gostaria de saber qual a média de valor que está vendendo os potes?
    Obrigada, beijos

    ResponderExcluir
  11. Depende da receita e do custo dela, mas vc precisa saber quanto gastou com tudo, inclusive as embalagens por isso não tem como eu dar prá uma base de preço, ok? Vá no alto do blog, à direita e clique em POR QUANTO DEVO VENDER MEU PRODUTO para aprender a calcular o preço de venda, ok? Obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  12. Bom dia Mell, adorei a sua história!!! Eu já estava com essa ideia de temperos pois estou passando uma dificuldade parecida com a sua,não sei onde arrumar dinheiro para pagar as contas :( e ontem sem ter nenhum tustão coloquei no meu grupo de amigas que estou fazendo temperos só para ver se alguém se interessava , mentira nem comecei ainda, ai.... já teve um encomenda,vou ver se arrumo din,din para fazer pelo menos essa encomenda.


    Att
    Maria Cecília
    Mogi das Cruzes - S/P


    OBS: Quero uma resposta se possível

    ceciliamogi@gmail.com

    ResponderExcluir
  13. Cecília, imagino sua situação, não é fácil né verdade? É muito doloroso mas é preciso ter a cabeça no lugar para não fazer nada errado. Mas vai passar e vc precisa aprender algo no meio disso tudo, e tenho certeza que vai aprender. Lá na frente vc vai ver que tudo serviu para seu crescimento ok? Torcendo aqui prá dar tudo certo, prá vc conseguir esse dinheirinho, tá bom? Um bjo, grata pela visita e pelo comentário.

    ResponderExcluir
  14. Olá Parabéns pelo blog , gostaria de saber onde comprar os potes e quanto da pra ganhar de lucro grato

    ResponderExcluir
  15. OI Marcelo, agradeço sua visitinha e comentário viu? Que bom que vc gostou do blog. Olha, não tem como eu lhe dizer nem por quanto vender e nem quanto dá de lucro pq tudo depende do custo do seu tempero, ok? Os potes vc encontra em lojas de embalagem ou em lojas de festa também, e quanto ao lucro, sabendo o valor que vc gastou com ingredientes, embalagens e outros fatores, vc mesmo pode estipular a porcentagem de lucro que quer em cima do produto. Vá na lateral direita do blog, lá mais em cima e clique em COMO CALCULAR O PREÇO DO MEU PRODUTO que vc vai ter uma luz de como fazer. Tenho uma apostila também que de brinde vai outra apostila só com temperos, depois se lhe interessar, adquira ok? Um bjo, Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  16. Muito obrigada pelas dicas, vou apostar na sua sugestão!!!!!


    ResponderExcluir
  17. Agradeço sua visita, um bjo e muito sucesso prá vc.

    ResponderExcluir
  18. Mary D Fernandesfevereiro 06, 2017

    Obrigada pela dica, adorei seu blog, vc é uma excelente pessoa, me identifiquei c vc ,prq eu também sou assim,gosto de ver o meu próximo prosperar, eu também estou começando a fazer os meus temperos para vender, e tenho fé em Deus que vai dar tudo certo,porque faço com amor,obg pelas suas dicas.

    ResponderExcluir
  19. Obrigada pela sua visitinha Mary. Sucesso prá vc nos seus empreendimentos também, flor. Um bjo grande, volte mais vezes.

    ResponderExcluir

Antes de comentar, saiba que:

- Antes de serem publicados, os comentários necessitam de aprovação. Ou seja, seu comentário não aparecerá na hora em que você o postou (geralmente, são aprovados em menos de 24h);
- Conteúdo ofensivo, propagandas, e propostas de parceria não serão aceitos nos comentários. No caso de interesse em parceria, entre em contato pelo meu e-mail melitaluzia@hotmail.com

LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.