Seja bem vindo ao blog "SAÍDA DE EMERGÊNCIA". Este é um blog todo produzido para ajudar a você que decidiu trabalhar em casa. Espero que encontre aqui a ideia que está buscando. Conte comigo. Um abraço da Mell.

CONHEÇA MINHA HISTÓRIA E PORQUE CRIEI ESTE BLOG PARA AJUDAR AS PESSOAS

Meu nome é Melita, mas muitos me conhecem como Mell Santos. Quero muito que você conheça um pouco da minha história de vida, como me tornei uma mulher empreendedora e porque decidi criar um blog para ajudar as pessoas a vencer na vida . Sou mineira, hoje tenho 54 anos, sou dona de casa, divorciada, microempresária e tenho dois filhos que são a minha alegria de viver. Sempre gostei de escrever, mas em 2009 resolvi criar este blog com o objetivo de encontrar e ajudar outras mulheres com histórias parecidas com a minha. Tendo como base a minha experiência de vida, mostro em várias postagens que precisei sozinha, aprender a ganhar dinheiro em casa. A idade e a experiência (mesmo tendo) não colaboraram para que eu conseguisse um emprego fixo, e pensão alimentícia (quando havia) mal dava para os alimentos. Enfim, eu não sou ex-mulher de nenhum jogador de futebol famoso, mas a verdade é que fiquei sozinha com dois filhos pequenos e sem dinheiro. Não foi uma história fácil de ser vivida e só quem passou por isso é que sabe como é doloroso. Assim, me tornei por muito tempo uma "pãe" (pai e mãe), e além de cuidar deles, teria que trabalhar. Sem solução e sem a ajuda de ninguém, por quinze anos me desdobrei para criar, educar e ajudar no sustento dos dois homens da minha vida. O que você faria se tivesse que viver uma situação dessas, viver "tempos de vacas magras"? O que você faria se precisasse trabalhar e não pudesse sair de casa? Enfrentei o abandono de quem eu julgava serem meus amigos, tive momentos de desespero por causa de dívidas e despreparo financeiro, sofri momentos angustiantes e uma depressão muito forte, mas consegui, mesmo com muito sofrimento dar a volta por cima, trabalhando sempre...dentro de casa. Teve que haver uma saída para mim, e eu lhe digo que para você que enfrenta uma situação parecida, também há. Por isso, dei ao blog o título de "SAÍDA DE EMERGÊNCIA" porque tive que descobrir que meu sustento tinha que sair de dentro da minha casa pois além de trabalhar, eu precisava cuidar dos meus meninos, não tinha com quem deixá-los e nem condições para pagar alguém que cuidasse deles para mim. Assim, descobri várias "saídas" para fugir do desespero. Não, não fiquei rica! E nem quero. Sei muito bem que dinheiro ajuda, mas ele pode trazer também muita infelicidade. O dinheiro compra a cama, mas não paga o sono. Desde então, faço de tudo um pouco e nunca fiquei parada. Como o emprego fixo era bem difícil de se conseguir, criei os meus "bicos" até me tornar dona do meu próprio negócio. Por muito tempo o que eu ganhava podia até ser pouco, mas era um dinheiro justo e dava para nós três. Aprendi também a administrar. Ganhei meu dinheiro honestamente e o melhor, dentro da minha casa, tudo formalizado e assim pude cuidar e criar melhor os meus (agora) rapazes! Depois destes anos todos cuidando deles sozinha e sempre trabalhando, agora estamos na fase do quadro se inverter e meus filhos passando a ser responsáveis pela maior parte das nossas despesas, mas assim mesmo continuo ajudando com meu negócio próprio. Hoje, sou uma instrutora de gelados comestíveis e de culinária, consultora de pequenos negócios domésticos e dou cursos pela internet, Meus cursos são reconhecidamente aprovados e já levei muitas pessoas a vencer como eu. Já não ganho apenas uma "renda extra", eu sou uma microempresária de sucesso. E é isso que eu quero para você também. Portanto, as dicas deste blog não tem a finalidade de mostrar que uma pessoa pode ganhar "rios" de dinheiro da noite para o dia, mas, elas podem funcionar como "Saída de Emergência" num momento difícil. No desespero, muitas vezes não conseguimos ver que bem diante de nossos olhos, ou melhor, dentro da nossa casa está a solução, e por isso, vou tentar mostrar que existem grandes oportunidades para trabalhar assim, muitas vezes com pouco ou quase nenhum capital, podendo até mesmo, um dia, estas atividades se tornarem o sustento da sua família. Espero que todo o conteúdo do blog seja de grande utilidade para vocês.

(Acompanhe no final da página - Mudanças no meu Perfil. De acordo com as datas de postagem do blog, vocês verão como fui trabalhando e nos sustentando.
 
É proibida a reprodução total ou em partes de imagens e artigos deste blog em outros blogs, sites ou páginas do Facebook e outras redes sociais sem os créditos devidos ou sem autorização da autora do blog. (Cópias sem créditos caracterizam Plágio. Este crime está previsto no artigo 184 do Código Penal de acordo com a Lei 9.610/98 dos Direitos Autorais)

Dicas para quem vende Lingerie

A minha leitora Alessandra me pediu umas dicas para venda de lingerie pois ela tem uma pequena confecção e eu encontrei algumas muito boas que a ABEVD – Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas preparou para ajudar a quem precisa, como ela. Eu já postei dicas sobre lingerie no blog, e sinceramente não me lembro de ter trago estas dicas. De qualquer modo, espero que gostem, pois tenho certeza que elas vão ser uma mão na roda para você que já trabalha nesse ramo ou está interessado em entrar. Toda mulher gosta de uma lingerie bonita e sensual, e sabendo vender é bem capaz de você conseguir um bom dinheiro, viu? Você pode fabricá-las, se tiver algum capital, ou se não tiver, pode pegar os produtos em consignação em alguma confecção. Há também as marcas famosas que distribuem por catálogo as lingeries, mas o ideal seria mesmo você ter as peças em mãos. Ah, não é só mulher que pode vender lingerie não, homens também podem. E por que não? Então, leiam com atenção, ok? Tenho certeza que vão se dar bem. Um bjo da Mell, eu desejo um fim de semana maravilhoso para todos.

1. Tenha um bom estoque - A maioria das pessoas compram um produto por puro impulso e não gostam de esperar até que ele chegue, nem que sejam poucos dias. Então, comece já seu estoque.

2. Saiba interpretar o corpo -
Fique atenta à linguagem corporal: se a cliente interrompe a conversa, cruza os braços ou não olha nos olhos, ela não está interessada em sua oferta.

3. Conheça os gostos da cliente - Faça um cadastro com nome, endereço, telefone e informações sobre os gostos da cliente, como cor preferida, manequim ou tipo de pele. Mande cartões de aniversário e ligue para oferecer reposições antes que os produtos acabem.

4. Ofereça um produto mais barato - Zele pelo dinheiro da sua cliente: quando a conta estiver alta, ofereça uma alternativa mais barata. Ela vai confiar em sua honestidade e não ficará indecisa quando você sugerir o produto mais caro do catálogo.

5. Invente cestas temáticas - Esta é boa para os produtos que estão encalhados ou fora de linha: junte vários deles em uma cesta e crie um nome para o kit.. Solte a imaginação e crie nomes glamourosos!

6. Cole etiquetas nos produtos -
Ponha uma etiqueta com seu telefone nos produtos, para que as clientes possam ligar, mesmo que não sejam de fabricação sua. É apenas para que elas tenham o seu contato.

7. Troque dicas pela internet - Use as redes sociais para divulgar seu trabalho. Você pode trocar informações com quem já é revendedora também, ler dicas e informações que vão lhe ajudar na horas das vendas.

8. Entre com contato com empresas para revender - Quais são as maiores empresas da sua cidade? Entre em contato com o grêmio ou o representante de Recursos Humanos (RH) para apresentar os produtos aos funcionários na hora do almoço. Não esqueça de deixar um brinde no RH.

9. Invista nos salões de beleza -
Deixe catálogos com cabeleireiras e manicures – e não se esqueça de agradá-las com brindes.

10. Local adequado para vender - Quando for receber suas clientes, tenha um espaço gostoso em casa para receber clientes.

11. Conheça seus produtos - Use os produtos que você vende. Seja a sua vitrine. Isso passa confiança. E explique como o produto deve ser usado e armazenado.

12. Seja simpática - Preço baixo atrai a cliente, bom atendimento a segura: seja atenciosa, gentil e pontual. Mas, não tente virar amiga da cliente. Não funciona.

13. Promoções - Avise as clientes por e-mail das promoções que fizer. E faça bingos ou rifas com os produtos encalhados.

14. Divulgue - Em vez de gastar o dia visitando dez clientes, faça dez clientes ligarem para você: Divulgue seu telefone sempre e, se possível, tenha sempre um cartão de visitas simples com seu nome, telefone, e-mail e atividade.

15. Lucre com os descontos - Estoque o produto quando ele está na promoção, para que você possa revende-lo com uma boa margem de lucro.

16. Homens são objetivos, mulheres são indecisas -
Se um homem quer um produto específico, não vai mudar de ideia, mesmo que você ofereça um similar. Já mulheres querem ter opções. Mas não mostre mais de três produtos, porque elas ficam indecisas.

17. Atendimento exclusivo - Mulheres preferem atendimento exclusivo, procure atender sempre uma de cada vez.

18. Faça uma assinatura nos seus e-mails - Nos e-mails que você responde, ponha no final uma assinatura padrão, com seu nome completo, o nome da empresa que representa e um telefone de contato.

19. Trate o não como um sim - Esteja preparada para receber muitos nãos, principalmente no começo. Mas reaja da mesma forma que quando receber um sim: sempre de forma alegre e educada.

20. Seja sincera - Somente dê sua opinião quando ela for solicitada de maneira direta. Se achar que o produto não ficou bom na cliente, procure dizer isso de maneira gentil.

44 comentários:

  1. Estou encantada com sua história de vida. Saiba que não está sózinha. Passei por situação parecida com meus dois sobrinhos (a mãe faleceu e meu irmão ficou muito perdido).olho pra trás e não sei como consegui. Isto começou há 17 anos. Só que sempre trabalhei, mas quase ficava louca em não poder cuidar bem. Minha mãe ficava com eles mas já era bem idosa. Só quem vive é que sabe.Hoje estou tentando achar uma forma de aumentar minha renda( sou professora). Até nossa idade é parecida.Você já venceu e nem percebeu. Uma dica: não espere retorno financeiro dos filhos, tente garantir sua renda própria e sua previdência, senão vc se lasca. os filhos são bons mas depois vem as(os) companheiras(os)e as ideias mudam. Se garanta e comece a planejar a aposentadoria. isto é muito sério. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. É mesmo, com certeza, uma hora meu ninho fica vazio, e já tenho garantido sim o meu futuro. Talvez se não tivesse passado por nada disso, eu não tivesse providenciado essa garantia. Deus sabe todas as coisas, e fez com que eu, no meio das lutas saísse provada, mas aprovada. Hoje sou muito melhor e sei que nas perdas, também temos lucros. Deus te abençoe também pela sua garra, mulher guerreira. Bjos da Mell, volte sempre que puder.

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito do seu blog,estou passando por uma situação muito difícil o meu marido saiu de casa e me sinto perdida sem saber o que fazer,estou pensando em vender lingerie,pois ja vendi antes mais não sinto vontade de fazer nada mais tenho que reagir tenho uma filha e um filho de 5 anos que é especial,ele simplesmente foi embora de casa e disse que não me ama mais estou arrasada,não sei o que fazer pois a unica opção é vender algo quando não temos profissão nenhuma ,pode me responder por favor.monica.gava@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Estou buscando informações na net para abrir uma loja de lingeries e foi pesquisando que encontrei seu blog Mell. Adorei!!! Fiquei impressionada com a sua determinação e força de vontade e a partir do que li é que me deu mais prazer em continuar a batalhar pelo meu objetivo. Sucesso e Parabéns!
    karyazevedo2301@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelo comentário. Tenho certeza que vc vai conseguir o que quer também. Bjo, volte sempre.

    ResponderExcluir
  6. Olá, estava a procura de algo que me ajudasse a melhorar meu relacionamento com minhas clientes, pois vendo lingerie tipo Delivery, ainda não tenho uma empresa, mas acredito que chego lá.Foi então que encontrei seu blog, achei super interessante. Gostaria de maiores orientações de como posso captar mais clientes, se devo criar um blog divulgando as lingeries ou não, estou ate pesquisando na internet quais são as tend~encias de lingerie para 2013 para poder levar essa informação para minhas clientes.Por gentileza me forneça sugestões do que e como fazer para aumentar a clientela. Beijos!!roselaine332010@hotmail.com

    ResponderExcluir
  7. Roselaine, lógico que vc deve abrir um blog. Use a plataforma Blogger, que é gratuita. Uma dica que dou é vc mesma ser a sua vitrine, use suas peças e mostre às suas clientes. Tem mais dicas no blog sobre lingerie, leia também os comentários sobre o assunto. Vá na categoria MODA que vc encontrará mais dicas. Bjos, boa sorte em 2013.

    ResponderExcluir
  8. ola boa tarde sou felipe e queria uma opinião ou ajuda bem eu e minhas esposa estamos querendo vender peças e moda intima cuecas,calcinhas etc...
    qual e melhor caminhos para começar a vender e ñ termos prejuizo.fjdrd@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Filipe, bom receber a sua visitinha, viu? Bem, eu sugiro que vcs peguem de alguma confecção em consignação, isto é, vcs pegam e pagam apenas o que venderem, certo? E assim também não precisarão investir nada. Faça uma pesquisa primeiro entre as pessoas conhecidas, ou pegue poucas peças para "testar" e ver se vai dar certo. Então, não compre, pegue em consignação. Um abraço e boa sorte.

    ResponderExcluir
  10. Oi Mell,me emocionei com sua história,passei por uma situação parecida, e estou em busca do meu lugar ao sol rsrs estou pensando em montar um stande na feira com peças intima e pijama. o q vc acha??mas sei onde comprar, me falaram q no rio é bom,gostaria de algumas dicas sua..desde já agradeço..um abraço..Gislaine

    ResponderExcluir
  11. Oi, Gislaine, faça uma pesquisa primeiro nessa feira onde vc gostaria de montar o stand e veja se já tem barracas assim, veja a qualidade das peças e então procure peças diferenciadas, certo? Leve novidades p/as clientes. Eu vou muito em Guarapari-ES e lá o que não falta é stands com pijaminhas e camisolas, e vende muito pq só fica cheio. Não faça nada sem planejamento. Se vc tiver capital, compre, mas eu acho que o melhor seria pegar em consignação com algum fornecedor. De qualquer forme, planeje tudo antes. Fico torcendo aqui por vc. Bjos, e que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  12. Olá, adorei sua história, tenho emprego fixo sou vendedora em uma loja de roupas mas sempre quis ter meu próprio negócio, já me decidi vou vender lingerie nas horas vagas e fins de semana será que dá certo Mell? não quero parar de trabalhar na loja, será que minha patroa não irá se impor contra? o bom é que já tenho muitas clientes que compram roupas na loja, devo arriscar??? abraços... Mell que Deus te abençoe

    ResponderExcluir
  13. Uai, e pq não vender, se é nas horas vagas e fins de semana? Te dou toda força, querida! Procure por peças bonitas e com preços acessíveis. Não olhe só o que lhe agrada, mas pense nas suas possíveis compradoras. Lembre-se que vc precisa vender não só p/as jovens. As senhoras e as gordinhas também gostam de lingerie. Uma boa é investir em lingerie para números maiores.
    Sua patroa é dona da loja dela, e vc apenas está querendo ter uma renda extra. Ela não poderá fazer nada contra você, aliás, será que ela precisa saber? Pensa nisso. Bjos, boa sorte.

    ResponderExcluir
  14. Olá, sou Cleuda e tenho uma microempresa onde vendo desde lingeries até bijouterias sendo que meu foco são as lingeries estou passando por um momento delicado as vendas despencarão e estou ficando preocupada, adorei sua idéia de um bingo vou testar isso aqui, depois posto um comentário pra vc ok? Bjus meu e- mail é: cleuda2k5@hotmail.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Cleuda. As coisas não estão fáceis para muita gente. Fico aqui torcendo por você. Bjos.

    ResponderExcluir
  16. Oi Mell,estou muito encantada com sua história de vida.Estou numa faze, que preciso muito aumentar meus lucros para poder fazer minha tão sonhada faculdade,estou procurando em vários sites para saber oque posso vender,e langerie é uma ótima idéia,ainda mais com suas dicas.Aqui onde moro em Santa Catarina muitas mulheres vendem isso,mas tenho certeza que serei um diferencial,pois sou muito simpática com todos.Grande beijo

    ResponderExcluir
  17. Keila, vou ficar torcendo aqui por você, e tenho certeza que vai conseguir se dar bem. Obrigada pela visitinha, volte mais vezes. Bjaum.

    ResponderExcluir
  18. obrigado pelas dicas, que Deus continue de abençoando..


    www.calebemodas.com

    ResponderExcluir
  19. Obrigada, Rogério. Sorte e sucesso prá vc.

    ResponderExcluir
  20. Oi mell, me reconheci na sua historia, nao to separada mas nao tenho o apoio q esperava do meu marido pra ser independente. Mas vo me virando como da.Vo aproveitar todas as tuas dicas e espero alcancar o mesmo sucesso q vc. Fe, Garra e Vontade de vencer nao me faltam. bj pra vc, e parabens pela historia de vida e pelas vitorias alcancadas, q deus te de ainda mais sucesso. Duda Rovea

    ResponderExcluir
  21. Oi, Duda, obrigada pelo comentário e pela visitinha, viu? Planeje os seus negócios direitinho e com certeza vai dar tudo certo. Bjo, volte sempre.

    ResponderExcluir

  22. oi Mell,estou começando neste ramo de atividade,estava eu aki fazendo um curso do Sebrae online sobre empreendedorismo e tive um estralo direcionado por Deus pra pesquisar sobre experiências de pessoas que vendem lingerie e deram certo foi então que achei seu blog,adorei,sou mãe de 2 meninas uma de 6 anos e outra de 5 meses,sai do emprego para me dedicar a elas ,só que meu salário tem feito muita falta estamos a beira da falência rsrsrs,mas creio que com Jesus em meu barco vou chegar longe e sei que Ele vai colocar em meu caminho pessoas com experiências como vc para me ajudarem, suas dicas me ajudaram e logo volto pra te contar como tem sido ,Abraços que Deus te abençoe lembre sempre de coloca-lo na sua frente...

    ResponderExcluir
  23. Oi, Helen. Espero sinceramente que tudo vá bem com vc e seus negócios, querida. Precisando estamos aí. Obrigada por seu comentário e pela visita. Volte mais vezes. Bjos.

    ResponderExcluir
  24. Nossa amei suas dica!agora vou,bomba com a minha lojinha!ameiiiiiiiiiiiii
    rainara nunes

    ResponderExcluir
  25. Ola Mell eu gostaria de vender meu e-mail é costa_souza45@hotmail.com

    ResponderExcluir
  26. Oi Andreia, aqui no blog vc viu as dicas para vender, ok? Eu não repasso lingerie, agora vc precisa encontrar alguém que passe as peças em consignação para vc, ou se vc tiver capital, invista nisso, tá certo? Siga as dicas para ter sucesso. Bjo.

    ResponderExcluir
  27. Ola mel...gostaria de uma dica para trabalhar em casa pois tnho filhos e não posso trabalhar fora
    Obg

    ResponderExcluir
  28. OI Raimunda, mas já dei as dicas na postagem, vc leu querida? Se não, dá uma lida nela ok? tenho certeza que são dicas boas para trabalhar em casa. Bjos.

    ResponderExcluir
  29. Oie, Mell.

    Estou pegando peças íntimas para revender, vou fazer uma lojinha para atender atacado. Porém queria uma dica legal de etiqueta de preço, algo que seja prático e barato pois estou começando.
    se puderes me passar imagens, algo que você aconselhe.

    cleide,
    schmidtcleide@gmail.com

    ResponderExcluir
  30. OI Cleide, no momento não tenho estes modelos para te passar, ok? Estou atravessando uma fase difícil com meu pai enfermo e não estou tendo tempo para isso. Mas faça uma busca no google sobre o assunto, é possível que vc encontre. Um bjo e sucesso no seu empreendimento. Bjos.

    ResponderExcluir
  31. Boa noite!
    Meu nome é Joelma e estou passando por uma situação muito difícil em minha vida. Depois de 15 anos de casada, meu marido foi embora e apesar de não ter filhos eu era totalmente dependente dele, e estava a 2 anos sem emprego. No momento não encontro nenhum tipo de trabalho, estou entrando em desespero e depressão. Um amigo comprou peças intimas para que eu revenda porem me ajudou com o que pode, consegui comprar 12 conjuntos de lingeries. Será que tem como começar assim com tão pouco, sem variedade, estou meio sem esperanças pra nada.
    Se puder me responder meu e-mail é gabrieleemidio@hotmail.com

    ResponderExcluir
  32. OI Joelma, eu imagino como está sendo difícil para você, mas fica firme. Vc só não pode sair prejudicada nesta história né? Corre atrás dos seus direitos, ok? Bom, quanto à lingerie, dá sim para começar com pouco, mas vai depender do seu estado de espírito para vender também. Infelizmente lingerie não é coisa que as pessoas compram todos os dias, então vc tem que saber para quem vai vender isso pq vc precisa receber e talvez tenha que cobrir o que seu amigo gastou. E outra, precisa adquirir mais depois se quiser continuar no negócio não é? Se eu fosse vc olhava para o lado da alimentação, pois coisas de comer vendem bem melhor do que lingerie, certo? Mas tente, o importante é tentar. Torcendo aqui para que vc consiga vender. Bjos, obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  33. Boa tarde Mell.Meu nome e Maria tenho 22ano gostaria de começar a revender lingerie de porta a porta porém estou em segura meio a essa crise.tenho pra investir 400 reais,so posso comprar mais peça guando receber das clintes.somente de trinta em trinta dias.e possível lucrar algo assim.se puder me ajudar melhor agradeço. Email mariaaparecidasantosbatista@gmail.com

    ResponderExcluir
  34. OI Maria, as coisas não estão fáceis né? Mas eu não posso lhe orientar dessa forma, é muito arriscado eu falar para vc investir seu dinheiro nisso,ok? É muita responsabilidade! Vc precisa sim planejar direitinho pq infelizmente nem todo mundo que compra, paga, não é? Pense mesmo se é isso que vc quer pois calcinha e sutiã é uma boa, mas não vende todo dia ok? Esta postagem do meu blog é bem antiga, sei de gente que vende lingerie, compro destas pessoas mas sei que não é tão fácil quanto parece. Então, pense direitinho se é isso mesmo que vc quer, ok? É justamente por causa da crise que eu lhe aconselho isso, não está fácil a coisa prá ninguém. Hoje eu percebo que o ramo de alimentação dá muito mais lucro, por exemplo, chocolates (bombons, trufas), os bolos no pote, bolos caseiros e doces de festa, isso vende praticamente todos os dias. De toda forma, agradeço sua visita e torço aqui pelo seu sucesso. Bjos.

    ResponderExcluir
  35. Oi Mell, meu nome é Márcio, tenho 45 anos, Gostaria de saber sua opinião se o mercado de lingerie homem é bem aceito na área de vendas, pois tenho ideia de começar a vender !! Meu e-mail é centraldecargasceasa13@gmail.com

    ResponderExcluir
  36. Oi Márcio, sinceramente não tenho uma resposta exata para lhe dar. Conheço muitas pessoas que vendem lingerie mas elas sempre trabalham tanto para mulheres, quanto para homens e em menor número com peças masculinas. Mas tudo depende da visão da pessoa. Se vc tiver um público interessado nisso, por que não? Mesmo sendo um pouco difícil pois homens não compram com frequência, é diferencial e não tem muita concorrência, então tem grande probabilidade de dar certo, mas tudo depende mesmo se vc tiver público para isso, pois senão adquire e não vende. Não dá para contar com vendas para amigos pq amigo nessa hora, infelizmente não compra é nada. O segredo de todo negócio é planejamento e a visão do público faz parte.
    Grata pela visita.

    ResponderExcluir
  37. Mell boa noite, meu é Paulo estou querendo vender lingerie, mas estou com muito receio em oferecer para as mulheres sou muito machista, qual a sua dica?
    engpbrito@yahoo
    com.br

    ResponderExcluir
  38. OI Paulo, interessante sua pergunta, mas é assim, hoje em dia homens e mulheres exercem um a atividade que o outro sempre fez. Mulheres não vendem peças íntimas de homens? E pq não homens não venderem peças íntimas para mulheres? Ainda mais que vcs entendem o que seduz não é? Entenda por esse lado, é um ofício como outro qualquer, honesto e lucrativo. Um abraço, espero te ver por aqui mais vezes, sucesso prá vc. Bjos.

    ResponderExcluir
  39. Oii Mell adorei seu blog e as dicas, comecei a pouco tempo vender lingerie porém não estou vendo resultado fiz um pedido de 20 peças para testar em 5 dias vendi apenas duas, tenho bastante grupos de vendas no whatsapp e uso o facebook para divulgar, o que mais devo fazer? Estou ficando preocupada...beijos...

    ResponderExcluir
  40. Não dá somente para vender lingeries pela internet, não sei se vc está usando só este método mas se estiver, lembre-se que a concorrência é grande principalmente por causa de grandes fabricantes. É preciso sair mesmo, divulgar corretamente também, a pessoas precisam ver as peças. Analise direitinho se é isso mesmo que vc quer e veja se vc tem público para isso pois infelizmente a gente não pode contar com amizades, elas são justamente as que não compram ok? Analise por um mês, se não tiver retorno pense em outro ramo. Dá uma olhada nas postagens do blog, quem sabe vc encontra uma outra saída? Um bjo obrigada pela visitinha.

    ResponderExcluir
  41. Oi mel tdo bem sou Juliano tenho emprego certo e gostaria de infestir no ramo de lingerie pra minha esposa vender estou peguisando vi muitos comentários bom de pessoas que se deram bem queria um lucro a mais ai minha esposa quer ser independente qual seria sua dica pra mim começar eu estava querendo começar com uns 500 reais tenho mais pra começar so pra mim tirar minha dúvida e tenho vontade de comprar sapatilhas também me da uma opiniao o melhor que posso fazer

    ResponderExcluir
  42. Oi Juliano, tudo bem? Se sua esposa estiver disposta a ganhar dinheiro com isso, ela consegue, mas tem que ter disposição mesmo. Tem que andar bastante, levar a mercadoria até a cliente, ser também a "vitrine" do produto, ou seja, estar sempre usando uma peça para mostrar que fica bonito, que seduz, é isso que a mulher quer quando compra uma lingerie. O segredo é disposição pq a concorrência é grande. Não dá só prá vender pela internet como muitas tentam fazer. Se a pessoa tiver público sim, mas se não tiver, se tiver que fazer público ainda, não dá muito certo. Então o ideal é ir atrás das clientes. Parece fácil, tem gente que deu muito certo, mas não é tão fácil assim, eu preciso ser sincera não é? Pq eu falo isso pq lingerie não é algo que se compre todo dia, então precisa ter uma boa estratégia de vendas. As sapatilhas também é a mesma coisa. Antes de tudo, planejem juntos, vejam quem será este público para que não invistam errado ok?
    Um abraço, torcendo aqui prá vcs terem sucesso.

    ResponderExcluir
  43. JÔ LINGERIESagosto 10, 2017

    Ameiiii!!! Primeira vez que visitei o site e me apaixonei.
    Você é sucesso!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiê, que bom que vc gostou! Obrigada pela visita, volte sempre, bjos.

      Excluir

Antes de comentar, saiba que:

- Antes de serem publicados, os comentários necessitam de aprovação. Ou seja, seu comentário não aparecerá na hora em que você o postou (geralmente, são aprovados em menos de 24h);
- Conteúdo ofensivo, propagandas, e propostas de parceria não serão aceitos nos comentários. No caso de interesse em parceria, entre em contato pelo meu e-mail melitaluzia@hotmail.com

Me tornando uma empreendedora

Meu blog foi criado em 2009, sendo que na época eu estava desempregada. A partir daí várias coisas ocorreram durante este período de modo que precisei alterar o meu perfil, como a minha idade e as ocupações que tive (trabalhos). Para tanto, deixo aqui registrado estas mudanças.

Em 2009 - 47 anos - Fui babá de duas meninas, cuidando delas em minha casa enquanto as mães trabalhavam.

Em 2010 - 48 anos - Continuei sendo babá de uma das meninas que cuidava antes, novamente em casa e no período em que ela ficava na escola eu trabalhava como Monitora de Crianças de 1 a 2 anos na Creche Filhos do Rei.

Final de 2010 para 2011 - Abri as portas do meu brechó na minha casa. Antes vendia dentro de casa mesmo.

Em 2011 - 49 anos - Brechó fechado para reforma da casa. Fui trabalhar numa pizzaria, à noite, como diarista e, aos 49 anos, consegui trabalhar de "Carteira Assinada" depois de seis anos sem registro. Trabalhei de abril/2011 a Jan/2012.

Início de 2012 - 50 anos - Saí do emprego por motivo de saúde ( a idade começou a pesar me causando muito inchaço nas pernas pelo fato de trabalhar mais de 8 horas em pé).

Maio de 2012 - Voltei novamente a trabalhar por conta própria com meu brechó, meus geladinhos, artesanatos e outras coisitas mais.

Junho de 2012 - Trabalho com meu brechó e sou babá de duas crianças na minha casa. Temos uma renda bem menor agora, pois meus filhos perderam a pensão do pai, mesmo eles sendo estudantes, sendo o mais novo universitário.

Julho de 2012 - Só trabalho com o Brechó agora. Não deu para conciliar brechó e ser babá ao mesmo tempo.

Agosto de 2012 - Me tornei Microempreendedora Individual. Agora, além do Brechó, continuo com os geladinhos e também produzo cupcakes.

Fevereiro de 2013 - 51 anos e agora, o quadro aqui em casa está quase se invertendo. A maior parte do sustento fica com meu filho mais velho, e o mais novo trabalha apenas para pagar a sua faculdade. A minha renda é apenas para complementar a do meu filho.

Setembro de 2013 - Meu filho mais novo está desempregado e trancou a matrícula na faculdade. O mais velho teve que deixar o emprego para ser estagiário de outro curso recebendo apenas 1/2 salário mínimo. Continuo com o brechó, atendendo de portas fechadas pois trabalho também com meus sorvetes, geladinhos, cupcakes e chocolates. Além disso dou cursos de fabricação de sorvete apostilados, pela internet (ensino à distância) Não dou conta de tudo se estiver com a loja aberta. Então, trabalho dentro de casa. Menos renda aqui em casa agora.

Novembro de 2013 - Meu filho mais novo agora trabalha com o pai na área de sorvetes. O mais velho conseguiu um outro emprego com efeito de estágio para o curso dele e passou a ganhar mais. E eu agora, além de tudo que faço também sou Consultora Independente Mary Kay.

Dezembro de 2013 - Isaac foi aprovado no Concurso da Polícia Militar de Minas Gerais e teve novamente que deixar um trabalho novo.

Janeiro de 2014 - Isaac foi morar sozinho com alguns colegas e começa o curso na PMMG

Fevereiro de 2014 - Minha principal fonte de renda agora são minhas apostilas.

Novembro de 2014 - Isaac agora é um Soldado Especialista (Tecnico em Eletrônica da PMMG) e voltou a morar aqui em casa. Status do coração da mãe dele...FELIZ DEMAIS!!!

Março de 2015 - Vou ser vovó. Meu filho Irving, o mais novo, vai ser papai.

Outubro de 2015 - Meu filho Irving, o mais novo é papai da Sofia, ela nasceu no dia 03/10.


LIBERDADE DE EXPRESSÃO - Também é importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Nos referidos textos constitucionais, lê-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX).
A maioria das imagens deste blog foram encontradas na internet, portanto, sao públicas. Mas, se, porventura, alguém reconhecer como sua propriedade, favor entrar em contato comigo para que sejam dados os devidos créditos ou que seja retirado o conteúdo. Obrigada.

.